Repositório Digital

A- A A+

Avaliação da atividade antibacteriana de plantas com indicativo etnográfico condimentar

.

Avaliação da atividade antibacteriana de plantas com indicativo etnográfico condimentar

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Avaliação da atividade antibacteriana de plantas com indicativo etnográfico condimentar
Autor Carvalho, Heloisa Helena Chaves
Orientador Wiest, Jose Maria
Data 2004
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Veterinária. Programa de Pós-Graduação em Ciências Veterinárias.
Assunto Inativação bacteriana
Plantas medicinais : Atividade antibacteriana
Plantas medicinais : Uso terapêutico
Resumo Determinou-se a Intensidade de Atividade de Inibição (IINIB) e a Intensidade de Atividade de Inativação (IINAB) de extratos hidroalcoólicos submetidos a destilação fracionada em rota-vapor com reidratação posterior, de 32 plantas com indicativo etnográfico condimentar na região metropolitana de Porto Alegre/RS, sobre inóculos padronizados de Escherichia coli (ATCC 11229), Staphylococcus aureus (ATCC 25923), Salmonella enteritidis (ATCC 11076) e Enterococcus faecalis (ATCC 19433). Coletou-se talos, folhas, frutos ou bulbos preferencialmente em período de floração. Extratos de 12 plantas apresentaram capacidade de inibição e ou inativação seletiva sobre os inóculos padronizados, sendo que as plantas que melhor se destacaram foram sálvia (Salvia officinalis L.), alho poró (Allium porrum L.), alho nirá (Allium tuberosum L.) e pimentas do tipo Jardim (Capsicum annuum L.), malagueta (Capsicum frutencens L.), calabreza (pool de Capsicum sp.) e dedo de moça (Capsicum baccatum L.). S. aureus demonstrou a maior resistência, enquanto que S. enteritidis foi a mais sensível. Simulou-se ainda, alimento envolvendo leite desnatado estéril, condimentado com estragão (Artemisia dracunculus Linn. ASTERACEAE var inodora) no substrato BHI , contaminado com Log 104 UFC/ml de Salmonella enteriditis (ATCC 11076), verificando-se posteriormente, em duas repetições independentes, a ausência de isolamento desta bactéria em alíquotas de 25 ml, após períodos de 24, 48 e 72 horas de incubação à 36ºC, comprometendo a Validade Preditiva dos Resultados Negativos (VPR -) da pesquisa de salmonela, neste alimento, segundo as normas regulamentares vigentes. Através do método de diluição, com sistema de tubos múltiplos e o emprego de desinibidores bacterianos, determinou-se a Intensidade de Inibição/Inativação (IINIB/IINAB) sobre esta bactéria, a partir de extrato aquoso do estragão, observando-se inibição expressiva, bem como ausência de inativação sobre salmonela. Na presença do fator matéria orgância/sujeira, representado por leite desnatado estéril, estes atributos se repetiram, embora com menor intensidade de inativação. Nas investigações epidemiológicas de surtos toxinfectivos alimentares poderiam ser acrescidas informações sobre condimentação vegetal, entre outras, pertinentes à complexidade crescente dos sistemas de alimentação e nutrição.
Abstract It was determined Intensity of Activity of Inhibition and the Intensity of Activity of Inativation of hidro-alcoholic extracts submitted the fracionated destillation in route-vapor with posterior rehidratation of 32 plants with etnograph indicative to spices in the region metropolitan of Porto Alegre/RS P, on standardized steins of Escherichia coli (ATCC 11229), Staphylococcus aureus (ATCC 25923), Salmonella enteritidis (ATCC 11076) and Enterococcus faecalis (ATCC 19433). One collected stems, leves, fruits or bulbs preferential in period of budding. Extracts of 12 plants had presented inhibition capacity and or selective inativation on the standardized species of bacteria, being that the plants that had better been distinguished had been sage (Salvia officinalis L.), poró garlic (Allium porrum L.), nirá garlic (Allium tuberosum L.) e types of peppers like, "garden" (Capisucum annuum L.), "malagueta" (Capsicum frutencens L.), "calabreza" (pool of Capsicum sp.) and young-woman-finger (Capsicum baccatum L.). S. aureus demonstrated the biggest resistence, while that S. enteritidis was most sensible. In the simulated food involving skimmed barren milk, condimented with tarragon (Artemisia dracunculus Linn. ASTERACEAE var. inodora) in substratum BHI, contaminated with Log 104 CFU/ml de Salmonella enteritidis (ATCC 11076), later, it was verified, in two independent repetitions, the absence of isolation of this bacterium in aliquot of 25 ml, after periods of 24, 48 and 72 hours of incubation at 36ºC, compromising the Preditive Validity of the Negative Results (PVR -) of the research of salmonela, in this food, according to prescribed norms. Through the Method of Dilution, with system of multiple pipes and the job of bacterial inhinibitors, it was determined Intensity of inhibition/inativation on the bacterium in study, from aquous extract of the tarragon, observing itself significant inhibition, as well as absence of inactivation on this bacteria. In presence of the organic substance, represented by skimmed barren milk, these attributes if had repeated, even so with lesser intensity of inhnibition. In the epidemiologic inquiries of alimentary toxinfective studies, information could be increased about vegetal condimentary, among others, pertinent to the increasing complexity of the systems of feeding and nutrition.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/16296
Arquivos Descrição Formato
000699704.pdf (863.4Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.