Repositório Digital

A- A A+

Correlação dos achados do potencial evocado auditivo de estado estável e da avaliação auditiva comportamental em lactentes com perda auditiva sensorioneural

.

Correlação dos achados do potencial evocado auditivo de estado estável e da avaliação auditiva comportamental em lactentes com perda auditiva sensorioneural

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Correlação dos achados do potencial evocado auditivo de estado estável e da avaliação auditiva comportamental em lactentes com perda auditiva sensorioneural
Autor Farias, Vanessa Barcelos de
Orientador Sleifer, Pricila
Data 2012
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Psicologia. Faculdade de Odontologia. Curso de Fonoaudiologia.
Assunto Bebê
Perda auditiva neurossensorial
Potenciais evocados auditivos
[en] Audiometry
[en] Auditory
[en] Child
[en] Evoked potentials
[en] Hearing loss
[en] Infant
[en] Sensorineural
[en] Steady-state
Resumo Objetivo: correlacionar os achados da audiometria infantil em campo aberto com os limiares do Potencial Evocado Auditivo de Estado Estável (PEAEE) encontrados em lactentes de até seis meses de idade com perda auditiva sensorioneural. Métodos: foram incluídas no estudo as crianças encaminhadas ao ambulatório de Saúde Auditiva do setor de fonoaudiologia do HNSC, que falharam na TANU, com idade máxima de seis meses, com perda auditiva sensorioneural. Foi realizada a pesquisa do PEAEE, nas frequências de 500 e 2000 Hz, e realizada a audiometria em campo aberto por meio da observação das respostas comportamentais frente a estímulos sonoros, nas mesmas frequências. Resultados: foram avaliadas 19 crianças, oito do gênero masculino e 11 do feminino, com idade média de quatro meses, mínima de dois meses e máxima de seis meses. Observamos correlação significativa entre os achados das duas testagens nas frequências de 500 e 2000 Hz, sendo os valores de p=0,002 e p=0,013, respectivamente, e correlação entre os limiares das avaliações e os graus de perda auditiva, sendo essa maior nos graus severo e profundo. Não houve diferença significativa entre orelhas (p=0,532) e gêneros (p=0,615). Conclusão: concluímos que há correlação significativa entre os limiares do PEAEE e os achados obtidos na audiometria infantil em campo aberto. Sendo assim, podemos afirmar que o PEAEE é um relevante e importante, capaz de predizer o grau e a configuração da perda auditiva em crianças menores de seis meses, podendo ser incluído na rotina clínica da avaliação audiológica infantil.
Abstract Objetivo: correlacionar os achados da audiometria infantil em campo aberto com os limiares do Potencial Evocado Auditivo de Estado Estável (PEAEE) encontrados em lactentes de até seis meses de idade com perda auditiva sensorioneural. Métodos: foram incluídas no estudo as crianças encaminhadas ao ambulatório de Saúde Auditiva do setor de fonoaudiologia do HNSC, que falharam na TANU, com idade máxima de seis meses, com perda auditiva sensorioneural. Foi realizada a pesquisa do PEAEE, nas frequências de 500 e 2000 Hz, e realizada a audiometria em campo aberto por meio da observação das respostas comportamentais frente a estímulos sonoros, nas mesmas frequências. Resultados: foram avaliadas 19 crianças, oito do gênero masculino e 11 do feminino, com idade média de quatro meses, mínima de dois meses e máxima de seis meses. Observamos correlação significativa entre os achados das duas testagens nas frequências de 500 e 2000 Hz, sendo os valores de p=0,002 e p=0,013, respectivamente, e correlação entre os limiares das avaliações e os graus de perda auditiva, sendo essa maior nos graus severo e profundo. Não houve diferença significativa entre orelhas (p=0,532) e gêneros (p=0,615). Conclusão: concluímos que há correlação significativa entre os limiares do PEAEE e os achados obtidos na audiometria infantil em campo aberto. Sendo assim, podemos afirmar que o PEAEE é um relevante e importante, capaz de predizer o grau e a configuração da perda auditiva em crianças menores de seis meses, podendo ser incluído na rotina clínica da avaliação audiológica infantil.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/163243
Arquivos Descrição Formato
001024386.pdf (325.0Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.