Repositório Digital

A- A A+

Análise dos potenciais evocados auditivos de tronco encefálico por via aérea e via óssea em crianças com agenesia do conduto auditivo externo

.

Análise dos potenciais evocados auditivos de tronco encefálico por via aérea e via óssea em crianças com agenesia do conduto auditivo externo

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Análise dos potenciais evocados auditivos de tronco encefálico por via aérea e via óssea em crianças com agenesia do conduto auditivo externo
Autor Keppeler, Isis Bicca
Orientador Sleifer, Pricila
Data 2012
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Psicologia. Faculdade de Odontologia. Curso de Fonoaudiologia.
Assunto Perda auditiva condutiva
Potenciais evocados auditivos do tronco encefálico
[en] Bone conduction
[en] Child
[en] Congenital abnormality
[en] Evoked auditory brainstem response
[en] External ear
[en] Loss of conductive hearing
Resumo Introdução: o potencial evocado auditivo de tronco encefálico por frequência específica (PEATE-FE) possibilita o diagnóstico diferencial na avaliação de crianças menores de 12 meses de idade, com más-formações de orelha externa e/ou média, também nas alterações condutivas, mistas e neurossensoriais através da utilização do estímulo por via óssea e a caracterização do perfil auditivo pela aplicação de estímulos com especificidade de frequência. Objetivo: comparar os resultados obtidos no teste dos PEATE- FE por via aérea (VA) e via óssea (VO) em crianças, menores de 12 meses, com agenesia do conduto auditivo externo (CAE). Métodos: Estudo transversal, observacional, individual e contemporâneo. Realizamos a pesquisa dos PEATE-FE por VA e VO, nas frequências de 500Hz e 2000Hz em 24 crianças, sendo 17 do sexo masculino, de um a 12 meses de idade, com agenesia do CAE. Resultados: os limiares do PEATE-FE foram significativamente elevados em VA nas frequências de 500Hz e 2000Hz, enquanto que os limiares da VO apresentaram valores dentro da normalidade em ambas orelhas. Não houve diferença estatística significante entre as orelhas na comparação entre VA e VO nas frequências testadas. Não verificamos diferença estatisticamente significante entre os gêneros. Conclusão: a perda auditiva condutiva nos casos de agenesia do CAE não alterou os limiares eletrofisiológicos obtidos por condução óssea por meio dos PEATE-FE. Entretanto influenciou em todos os limiares da VA. A pesquisa dos PEATE-FE por via óssea é uma ferramenta importante para avaliar a integridade coclear em crianças com agenesia de CAE menores de 12 meses de idade.
Abstract Introduction: the evoked auditory brainstem potential by specific frequency (PEATE-FE) enables the differential diagnosis in the assessment of children younger than twelve months old with external and/or middle ear malformation, either in the conductive alterations, mixed and sensorineural through the use of stimulus by bone and the auditory profile characterization by the application of stimulus with specificity of frequency. Goal: compare got results in the PEATE-FE tests by air (AC) and by bone (BC) in children younger than twelve months, with external ear canal agenesis (CAE). Methods: cross-sectional study, observational, individual and contemporany. We had realized the research of the PEATE-FE for AC and BC at the frequencies of 500Hz and 2000Hz in 24 children, and 17 male , from one to 12 months of age with agenesis of the CAE. Results: the PEATE-FE threshold were meaningfully high in AC at frequencies of 500Hz and 2000Hz while the threshold of BC showed values within the normal in both ears. There wasn´t significant static differences between the ears in comparison between AC and BC at the tested frequencies. No statistically significant difference was verified between the genders. Conclusion: The loss of conductive hearing in cases of CAE agenesis does not alter the electrophysiological thresholds got by bone conduction through PEATE-FE. However it had influenced in all AC thresholds. The PEATE-FE research by bone is an important tool to assess cochlear integrity in children with agenesis of CAE younger than 12 months old.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/163281
Arquivos Descrição Formato
001024484.pdf (397.8Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.