Repositório Digital

A- A A+

Relação entre restrição nutricional e acidose ruminal com as alterações na produção e composição do leite

.

Relação entre restrição nutricional e acidose ruminal com as alterações na produção e composição do leite

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Relação entre restrição nutricional e acidose ruminal com as alterações na produção e composição do leite
Outro título Relationship between nutritional restriction and ruminal acidose with changes in milk production and composition
Autor Werncke, Daíse
Orientador Fischer, Vivian
Co-orientador Thaler Neto, André
Data 2017
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Agronomia. Programa de Pós-Graduação em Zootecnia.
Assunto Acidose
Qualidade do leite
Restrição alimentar
Vaca leiteira
[en] Inflammatory response
[en] Metabolic disorders
[en] Milk quality
[en] Negative energy balance
[en] Ruminal pH
Resumo O estudo consistiu de dois experimentos com o objetivo de avaliar os efeitos da acidose ruminal e restrição nutricional na ocorrência de processos inflamatórios nos animais e relacionar com as alterações na produção e composição do leite. Foram utilizadas doze vacas Holandês e Mestiças Holandês Jersey. Experimento 1: Na fase de adaptação, os animais receberam uma dieta formulada para atender 100% das necessidades nutricionais de energia e proteína. Na indução foi administrada uma dieta com restrição de 50% das necessidades em energia e proteína. Na recuperação os animais receberam uma das três dietas experimentais, para recuperar a estabilidade do leite: (1) suprimento somente de energia; (2) suprimento somente de proteína; (3) suprimento de energia e proteína. A restrição nutricional em energia e/ou proteína afeta negativamente a produção de leite, o peso vivo e o escore de condição corporal. Além de reduzir a eficiência de utilização de proteína da dieta e provocar uma maior instabilidade do leite ao teste do álcool. Entretanto, não altera o perfil sanguíneo e metabólico. Experimento 2: Os animais foram divididos em dois grupos (1) controle e (2) acidose. O delineamento experimental foi reversível simples com dois tratamentos e dois períodos experimentais. Foram analisados parâmetros referente às características físico-quimica, saúde da glândula mamária, medidas fisiológica, perfil metabólico e parâmetros sanguíneos. A indução da acidose ruminal subaguda (SARA) causou redução da produção e estabilidade do leite ao teste do álcool, pH urinário, pH fecal, pH ruminal. Entretanto, a indução a SARA não alterou os parâmetros sanguíneos avaliados. A SARA altera as características físico-químicas do leite, sem influenciar nas concentrações proteínas de fase aguda, caracterizando uma resposta inflamatória. A SARA pode acometer os animais sem apresentar mudanças no perfil sanguíneo dos mesmos.
Abstract The study consisted of two experiments with the aim of evaluating the effects of ruminal acidosis and nutritional restriction on the occurrence of inflammatory processes in animals and correlate with changes in milk production and composition. Twelve Holstein and cross bred Holstein and Jersey cows were used. In the first study, in the adaptation phase, the animals received a diet formulated to supply 100% of the nutritional needs of energy and protein. In the induction, a diet composed by 50% restriction of energy and protein requirements was administered. In the recuperation, the animals received one of the three experimental diets to recover milk stability: (1) only energy supply; (2) supply only of protein; (3) supply of energy and protein. The nutritional restriction in energy and / or protein can affects negatively milk production, weight and condition score body. In addition to reduce the efficiency of protein utilization of the diet and cause greater instability of the milk to the alcohol test. However, it does not changed the blood and metabolic profile. In second study, the animals were divided into two groups (1) control and (2) acidosis. The experimental design was simple reversible with two treatments and two experimental periods. Physiochemical characteristics, health of the mammary gland, physiological measures, metabolic profile and blood parameters were analyzed. Losses in milk production, reduction of alcohol stability test, urinary pH, fecal pH, ruminal pH were caused by Subacute ruminal acidosis (SARA) induction. However, induction of SARA did not changed the blood parameters evaluated. SARA changes the physical-chemical characteristics of the milk, without influencing the acute phase proteins concentrations, characterizing an inflammatory response. SARA can affect the animals without demostrate changes in the blood profile of the animals.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/163326
Arquivos Descrição Formato
001024391.pdf (1.552Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.