Repositório Digital

A- A A+

Elementos fundamentais da ética da libertação para a produção do bloco de lutas dos oprimidos

.

Elementos fundamentais da ética da libertação para a produção do bloco de lutas dos oprimidos

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Elementos fundamentais da ética da libertação para a produção do bloco de lutas dos oprimidos
Autor Camara, Guilherme Dornelas
Resumo O objetivo desse ensaio é analisar os elementos fundamentais que a Ética da Libertação, proposta por Enrique Dussel, oferece para a produção do bloco de lutas dos Oprimidos. Baseada no princípio ético-material da produção e reprodução da vida humana em comunidade, essa ética destaca a relevância da Economia Política no processo de libertação. O ponto de partido na materialidade da vida humana oprimida caracteriza a corporalidade sofredora desde o imperativo de uma necessidade absoluta: ter que vender a sua força de trabalho para garantir a produção e reprodução de sua vida e de sua família. A partir daí são discutidos conceitos como valor, mais-valor, capital, utopia e libertação. Situados na contradição entre Totalidade e Exterioridade, esses conceitos contribuem para a produção do Consenso dos Oprimidos inaugurado pelo povo.
Abstract The aim of this essay is to analyze the fundamental elements that the Ethics of Liberation, proposed by Argentinian philosopher Enrique Dussel, brings to the production of the struggles of the Oppressed. Based on the ethical-material principle of the production and reproduction of human life in community, this ethics highlights the relevance of Political Economy to the process of liberation. The standpoint in the materiality of oppressed human life characterizes the corporality as suffering due to the imperative of an absolut necessity: it must sell its laborforce to guarantee the production and reproduction of its own and its family's lives. From there, concepts such as value, surplus value, capital, utopy and liberation are discussed. Stated in the contradiction between Totality and Exteriority, these concepts help to produce the Consensus of the Oppressed inaugurated by the people.
Resumen El objectivo deste ensaio es analisar los elementos fundamentales que la Ética de la Liberación, propuesta por Enrique Dussel, ofrece para la producción del bloque de luchas de los Oprimidos. Basada en el princípio etico-material de la producción y reproducción de la vida humana en comunidad, esta ética destaca la relevancia de la Economía Politica para el proceso de liberación. El punto de partida em la materialidad de la vida humana oprimida caracteriza la corporeidad que sufre desde el imperativo de una necesidad absoluta: deber vender su fuerza de trabajo para garantizar la producción y reproducción de su vida y de su família. Desde ahí se ponen en discusión conceptos como valor, plusvalor, capital, utopía y liberación. Hubicados en esta contradicción entre la Totalidad y la Exterioridad, estes conceptos contribuyen para la producción del Consenso de los Oprimidos abierto por el pueblo.
Contido em Revista Brasileira de Estudos Organizacionais. RBEO. 3. Curitiba, PA : Soc. Bras. de Estudos Organizacionais, 2016. V. 3, n. 1 (jun.) 2016, p. 18-41
Assunto Economia política
Etica : Administracao
Libertação
Organizações : Ética
Política
[en] Ethics of liberation
[en] Exteriority
[en] Oppressed
[en] Totality
[es] Ética de la liberación
[es] Exterioridad
[es] Oprimidos
[es] People
[es] Pueblo
[es] Totalidad
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/163387
Arquivos Descrição Formato
001019171.pdf (552.8Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.