Repositório Digital

A- A A+

Apendicectomia Laparoscópica versus Aberta : análise retrospectiva

.

Apendicectomia Laparoscópica versus Aberta : análise retrospectiva

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Apendicectomia Laparoscópica versus Aberta : análise retrospectiva
Outro título Laparoscopic versus Open Appendectomy : retrospective analyses
Autor Navarini, Daniel
Valiati, André Alves
Rodrigues, Rodrigo Righetto
Aita, Lucas Nicoloso
Migliavaca, Alceu
Guimaraes, Jose Ricardo
Resumo Introdução: As técnicas de apendicectomia convencional (aberta) e videolaparoscópica (VLP) vêm sendo amplamente estudadas com o objetivo de definir uma técnica padrão-ouro. No entanto, os estudos até hoje realizados não foram capazes de uniformizar a indicação cirúrgica mais adequada. Objetivo: Este estudo tem como objetivo analisar a casuística do Hospital de Clínicas de Porto Alegre (HCPA) e comparar os resultados de apendicectomias obtidos através da técnica convencional com aqueles encontrados através do uso da videolaparoscopia. Métodos: Estudo descritivo de uma coorte histórica de 348 pacientes maiores de 12 anos submetidos à apendicectomia no HCPA no período de 01/01/2004 a 31/12/2005. Resultados: O tempo cirúrgico, tempo de internação hospitalar e taxa de abscesso intra-abdominal não apresentam diferença estatisticamente significativa. A técnica VLP foi superior à convencional quando comparada a taxas de infecção de ferida operatória (p < 0,001). A videolaparoscopia foi mais indicada em mulheres e mais realizada por profissionais com maior experiência (p < 0,001). Conclusão: A cirurgia aberta mostrou significativas desvantagens em comparação à videolaparoscopia, como uma maior taxa de infecção em ferida posoperatória. Entretanto, ainda são necessários estudos prospectivos complementares para melhor comparar as duas técnicas. Portanto, a definição da técnica cirúrgica deve ser baseada principalmente na experiência do cirurgião e nas características clínicas de cada paciente.
Abstract Background: Conventional (open) and laparoscopic appendectomies are being widely studied in order to define a gold standard technique. Nevertheless, the studies until now could not be able to standardize the most adequate surgical indication. Objective: To analyze our hospital’s case series and compare the results obtained using open appendectomy with the results found with laparoscopic technique. Methods: Descriptive historical cohort study of 348 patients older than 12 years-old that underwent either open or laparoscopic appendectomies from 01/01/2004 to 12/31/2005 Results: Operative time, length of stay in hospital and intra-abdominal abscess rate were not statistically significant. Laparoscopic technique was superior to open procedure when wound infection (p < 0.001) was compared. Also, laparoscopy was more indicated among women and it was more performed by experienced professionals (p < 0.001). Conclusion: Open appendectomy showed significant disadvantages when compared to laparoscopic surgery, like a higher post-operatory wound infection rate. However, additional prospective studies are needed to better compare the two procedures. Therefore, surgical technique must be defined based on the experience of the surgeon and the clinical condition of the patient.
Contido em Revista HCPA. Porto Alegre. Vol. 29, n. 2, (2009), p. 115-119
Assunto Apendicectomia
Apendicite
[en] Acute appendicitis
[en] Laparoscopic appendectomy
[en] Open appendectomy
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/163407
Arquivos Descrição Formato
001019698.pdf (180.1Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.