Repositório Digital

A- A A+

Obesidade infantil : uma leitura da psicanálise e de seu diálogo com a cultura

.

Obesidade infantil : uma leitura da psicanálise e de seu diálogo com a cultura

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Obesidade infantil : uma leitura da psicanálise e de seu diálogo com a cultura
Autor Machado, Renata Lisbôa
Orientador Poli, Maria Cristina Candal
Data 2009
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Psicologia. Programa de Pós-Graduação em Psicologia Social e Institucional.
Assunto Criança
Cultura
Obesidade : Psicologia
Psicanalise de criancas
[en] Adolescents
[en] Childhood obesity
[en] Children
[en] Culture
[en] Psychoanalysis
Resumo Este trabalho propõe pensar a obesidade infantil à luz do diálogo entre psicanálise e cultura. Isso se reflete em toda a trama de probabilidades de se operar com e em torno da palavra, ou seja, como campo do discurso e da psicanálise. O itinerário que iremos traçar se constituirá de linhas que levarão o leitor a percorrer um caminho atravessado pelas composições do pesquisar as quais foram sendo construídas com base em uma experiência clínica com três duplas mãe-filho, realizada no ambulatório de um hospital de Porto Alegre. A escolha pelo tema da dissertação alicerçou-se em um percurso genuíno de abertura a uma escuta que chamaremos, aqui, de inventiva e que traz no seu cerne o método de pesquisa em psicanálise. Nossa proposta de deslindar a obesidade na infância caracteriza-se por desejarmos problematizá-la em sua articulação com linhas de força que constituem o sujeito que padece. Entre construções e sintomas, entre empobrecimento da experiência, escassez do brincar e crítica cultural, entre inibição e angústia, entre angústia e desamparo, entre a constituição do sujeito e da palavra, entre compulsão e repetição, entendemos que a tessitura de conceitos tão fundamentais à psicanálise pode se apresentar por uma via de criatividade para se ter uma leitura arejada, dinâmica e fluida.
Abstract This research work intends to think about childhood obesity in the light of the dialogue between psychoanalysis and culture. Such a dialogue is reflected throughout the web of probabilities woven with and around the word, that is, in the field of the discourse and psychoanalysis. The itinerary to be traced will be constituted of lines that will take the reader to travel a way trespassed by the compositions of research, which have been built based on a clinical experience with three mother-child pairs, accomplished in the outpatient clinic of a hospital in Porto Alegre. The choice for the theme of this thesis was based on a genuine drive towards openness to listening, that will be, for the purposes of this research, called inventive. The inventive listening, as we call it, brings in its core idea the research method in psychoanalysis. Our proposal to unwind obesity in childhood is characterized by the desire to problematize its articulation with lines of force that constitute the subject that suffers. Among constructions and symptoms, impoverishment of experience, lack of playing and culture criticism, between inhibition and anguish, between anguish and abandonment, between the constitution of the subject and of the word, between compulsion and repetition, we understand that the structuring of such fundamental concepts to psychoanalysis can present itself by means of creativity to allow fluid, dynamic and ventilated reading.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/16342
Arquivos Descrição Formato
000699766.pdf (602.2Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.