Repositório Digital

A- A A+

Narrativas espaciais do Quilombo dos Alpes/ Porto Alegre/ RS: instrumento de encrespamento do ensino de Geografia, na busca de uma educação territorial antirracista

.

Narrativas espaciais do Quilombo dos Alpes/ Porto Alegre/ RS: instrumento de encrespamento do ensino de Geografia, na busca de uma educação territorial antirracista

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Narrativas espaciais do Quilombo dos Alpes/ Porto Alegre/ RS: instrumento de encrespamento do ensino de Geografia, na busca de uma educação territorial antirracista
Autor Dobal, Winnie Ludmila Mathias
Orientador Pires, Cláudia Luísa Zeferino
Data 2015
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Geociências. Curso de Geografia: Bacharelado.
Assunto Antirracismo
Quilombos
Territorio
Resumo O objetivo do trabalho é o de propor uma educação territorial antirracista a partir da produção de material didático-pedagógico, que encrespe os currículos de Geografia, sobre as narrativas espaciais da comunidade quilombola Quilombo dos Alpes. Analisando e compreendendo os saberes e fazeres da comunidade quilombola em questão, assim como sua geografia histórica, para então possibilitar a geração de materiais didáticos, que sirvam como instrumento de encrespamento do ensino de Geografia e o tensionamento perante o sistema público de ensino do município de Porto Alegre, para implantação de uma educação antirracista e implementação prática da Lei 10.639/03. Discutindo os processos de exclusão e mutilação escolar dos educandos negros, reflexo de uma organização social racista e do mito de democracia racial, fundamento de construção e imagem da sociedade brasileira, discutindo também a Lei 10.639/03 dentro do ensino de Geografia, a partir do pressuposto de encrespamento. Assim como analisar as narrativas espaciais presentes na cartografia social do Quilombo dos Alpes como possibilidade de instrumentalização, encrespamento, para uma educação territorial antirracista. Compreendemos que as experiências escolares dos educandos negros, se dá de forma diversa a dos educandos não negros, reflexo da organização social e do racismo, acreditamos na possibilidade gerada pela comunidade do Quilombo dos Alpes, de encrespamento do ensino de Geografia, buscando uma educação territorial antirracista, tendo como instrumento cartografia social do Quilombo dos Alpes, Mapa Falante, baseada nas narrativas espaciais, tecidas a partir dos vínculos territoriais, marcadores territoriais e valores afro-civilizatórios da comunidade, possibilitando a permanência qualificada dos educandos negros no ambiente escolar, assim como auxiliando na legitimação da historicidade e geograficidade da comunidade quilombola na sociedade.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/163446
Arquivos Descrição Formato
001024368.pdf (2.110Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.