Repositório Digital

A- A A+

A relevância do traço "gênero semântico" na realização do objeto nulo em português brasileiro

.

A relevância do traço "gênero semântico" na realização do objeto nulo em português brasileiro

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título A relevância do traço "gênero semântico" na realização do objeto nulo em português brasileiro
Outro título The importance of the 'semantic gender' feature in the null object in Brazilian Portuguese
Outro título Sobre a motivação semântica do traço "gênero semântico" na realização do objeto nulo em português brasileiro
Autor Othero, Gabriel de Ávila
Ayres, Mônica Rigo
Spinelli, Ana Carolina
Costa, Camila Schwanke
Resumo Desde, pelo menos, o século XIX, o uso do clítico acusativo de terceira pessoa (o, a) em português brasileiro cedeu espaço para duas estratégias: (a) o uso do pronome tônico ele, ela ou (b) o uso do chamado objeto direto nulo. Partindo da hipótese básica de Creus e Menuzzi ( 2004) sobre o traço semântico do referente ter papel central para o condicionamento da retomada anafórica com pronome ou com objeto nulo, defendemos a ideia de que existe uma estratégia não marcada e outra marcada em se tratando dare­ tomada anafórica para objetos diretos em 3• pessoa. Através de reanálises de testes pro­ postos por Creus e Menuzzi e aplicações de novos testes, procuramos mostrar que a es­ tratégia marcada é a utilização de um pronome e a estratégia não marcada, o uso de cate­ goria vazia na posição de objeto, sendo o traço semântico do referente a ser retomado relevante para cada opção.
Abstract Since the XIX century (at least), the use of third person accusative clitic (o,a) in Brazilian Portuguese (BP) has yielded to two strategies, (a) the use of tonic pronouns ele, ela or (b) the use of a null object. Assuming Creus e Menuzzi's (2004) hypothesis (i.e. the relevant feature that triggers the null object strategy is the semantic gender of the referent), we will argue here that there is a marked and an unmarked strategy (the null object being the unmarked one). By a reanalysis of tests orininally proposed by C&M, we propose and apply new tests, arguing that the marked astrategy is the use of a pronoun and the unmarked strategy is the null object, and the semantic feature of the referent is relevant to each strategy.
Contido em Working papers em lingüística. Florianópolis, SC. Vol. 17, n. 1 (jan./jul. 2016), p. 64-86
Assunto Língua portuguesa
Linguística
Objeto direto nulo
[en] Apaphor
[en] Direct object
[en] Null object
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/163471
Arquivos Descrição Formato
001017360.pdf (5.028Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.