Repositório Digital

A- A A+

Necessidades educacionais dos profissionais da Estratégia Saúde da Família (ESF) : possibilidades de Educação em Saúde no município de Fortaleza (CE)

.

Necessidades educacionais dos profissionais da Estratégia Saúde da Família (ESF) : possibilidades de Educação em Saúde no município de Fortaleza (CE)

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Necessidades educacionais dos profissionais da Estratégia Saúde da Família (ESF) : possibilidades de Educação em Saúde no município de Fortaleza (CE)
Autor Fiuza, Tatiana Monteiro
Ribeiro, Marco Túlio Aguiar Mourão
Gomes, Kilma Wanderley Lopes
Pequeno, Mayrá Lobato
Barreto, Ivana Cristina de Holanda Cunha
Miranda, Alcides Silva de
Oliveira, Pedro Renan Santos de
Montenegro Júnior, Renan Magalhães
Resumo As reformas curriculares e a mudança do perfil na formação de profissionais da saúde apresentam muitos desafios. O objetivo deste estudo foi caracterizar as necessidades educacionais em saúde percebidas e representadas pelos profissionais de nível superior que atuam na Estratégia Saúde da Família (ESF) do município de Fortaleza/CE, recém-aprovados em concurso de âmbito municipal. Trata-se de um estudo descritivo com duas etapas. Um estudo transversal em 2006 com aplicação de inquérito para aferição das necessidades de Educação em Saúde, e a segunda etapa em 2011 com a análise documental sobre as ações realizadas para educação permanente dos profissionais da rede municipal de saúde pela Secretaria Municipal de Saúde de Fortaleza. O instrumento utilizado para coleta dos dados foi um questionário semiestruturado, aplicado a profissionais médicos, enfermeiros e odontólogos. Do universo de 900 profissionais recém-concursados, nossa amostra de conveniência contou com 375 respondentes. Observou-se, no estudo, que, quanto ao desejo de realização de pós-graduação, o mestrado profissional, a residência em medicina de família e comunidade, a residência multiprofissional em saúde da família, que são modalidades de pós-graduação que ocorrem em serviço, são necessidades manifestadas por significativa parte dos profissionais. Por outro lado, profissionais também assinalaram a necessidade de cursos de 40 horas de forma pontual. A educação permanente é apontada pela literatura e pelo atual estudo como um caminho para melhoria na qualidade da ESF, por centrar nos processos de trabalho a construção do processo educativo. Para a educação em Saúde gerar efetivos processos de reflexão-ação-reflexão no cotidiano de trabalho, deve-se promover a ligação política com a mudança da formação de perfil profissional e, para isso, colocar em evidência as necessidades educacionais dos profissionais é fundamental.
Abstract Curricular reforms and the change in the training profile of health professionals face many challenges. The aim of this study was to characterize the educational needs in health perceived and represented by higher education professionals, who were recently approved in the municipal contest, practicing in the Family Health Strategy (FHS) in Fortaleza, State of Ceara. It is a two-phase descriptive study: a cross-sectional study, with the application of a survey to assess the needs of health education, carried out in 2006; and a documental analysis of the actions taken for the continuing education of professionals from the municipal health system performed by the Municipal Health Secretary of Fortaleza in 2011. Data was collected through a semi-structured questionnaire applied to physicians, nurses and dentists. From the universe of 900 newly gazetted professionals, our convenience sample counted on 375 respondents. Regarding the desire to carry out graduate studies, it was possible to observe that the master’s degree training, residency in family and community medicine, and multi-professional residency in family health were significant needs expressed by the professionals in this study. Moreover, practitioners also noted the need to punctual 40-hour courses. Continuing education is cited in the literature and in the current study as a way to improve the quality of the FHS, once it focuses on work processes to build the educational process. To generate effective health education processes of reflection-action-reflection in the daily working, a political connection with the change in the training profile of health professionals must be promoted and, to this end, highlighting the educational needs of professionals is essential.
Resumen Las reformas curriculares y el cambio en el perfil de la formación del profesional de la Salud presentan muchos desafíos. El objetivo de este estudio fue caracterizar las necesidades educativas en Salud percibidas y representadas por los profesionales de nivel educativo superior que trabajan en la Estrategia de Salud Familiar (ESF), en Fortaleza / CE, Brasil, recientemente aprobados en concurso público municipal. Este estudio descriptivo tuvo dos fases: la primera fue un estudio transversal en 2006 con la aplicación de una encuesta para evaluar las necesidades de Educación para la Salud; la segunda fue en 2011 con el análisis de los documentos sobre las medidas adoptadas para la educación contínua de los profesionales de la red municipal de salud de la Secretaria Municipal de Salud de Fortaleza. Los datos se recolectaron con un cuestionario semi-estructurado, aplicado a los profesionales médicos, enfermeros y dentistas. Del universo de 900 profesionales recién contratados, nuestra muestra incluyó 375 encuestados Con relación al deseo de concretar una formación de postgrado: la maestría, la residencia en medicina familiar y comunitaria, y la residencia multiprofesional en salud de la familia (formas de posgrado que pueden cursarse durante el servicio) fueron necesidades manifestadas por una parcela significativa de los profesionales. Por otra parte, los trabajadores también señalaron la necesidad de tener cursos de 40 horas. La educación es citada permanentemente tanto en la literatura como en este estudio como una forma de mejorar la calidad de la ESF, para centrar en los procesos de trabajo la construcción del proceso educativo. Para que la Educación para la Salud genere procesos efectivos de reflexión-acción-reflexión en el trabajo diario, se debe promover la conexión política con el cambio en la formación del perfil profesional y, para ello, es fundamental poner en evidencia las necesidades educativas de los profesionales.
Contido em Revista brasileira de medicina de família e comunidade. Rio de Janeiro. Vol. 7, n.24 (jul./set. 2012), p. 139-146
Assunto Atenção primária à saúde
Educação continuada : Saúde
Educação em saúde
Estratégia saúde da família
Necessidades e demandas de serviços de saúde
[en] Continuing Education
[en] Family Health Strategy
[en] Health Education
[en] Primary Health Care Health
[en] Services Needs and Demand
[es] Atención Primaria de la Salud
[es] Educación Continua
[es] Educación en Salud
[es] Estrategia de Salud Familiar
[es] Necesidades y Demandas de los Servicios de Salud
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/163475
Arquivos Descrição Formato
000945891.pdf (114.4Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.