Repositório Digital

A- A A+

Modelo estrutural de governança da informação para bancos

.

Modelo estrutural de governança da informação para bancos

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Modelo estrutural de governança da informação para bancos
Outro título Information governance structural model for banks
Outro título Modelo estructural de gobernanza de la información para bancos
Autor Faria, Fernando de Abreu
Macada, Antonio Carlos Gastaud
Kumar, Kuldeep
Resumo A indústria bancária é reconhecida por ser uma das que mais investem em tecnologia da informação (TI) no Brasil e no mundo, por possuir processos de negócios bem definidos e por ser dinâmica na adoção de novas tecnologias e processos. Nesse contexto, com os dados provenientes de uma pesquisa survey, realizada com os executivos de TI de bancos que atuam no Brasil, foi testado um modelo de regressão estrutural de governança da informação (GI). O objetivo do trabalho é validar um modelo de GI para os bancos. Os resultados permitiram concluir que, na percepção dos executivos de TI que participaram da pesquisa, os fatores da GI – políticas, sistemas (SI/TI) e estrutura – têm efeitos diretos e indiretos sobre o valor.
Abstract The banking industry is recognized as one of the highest information technology (IT) investments in Brazil and worldwide, by having well-defined business processes, and its dynamism in adopting new technologies and processes. In this context, with data from a survey conducted with IT executives of banks operating in Brazil, a structural regression model of information governance (IG) was tested. The main objective is to validate a GI model for banks. The results showed that, in the perception of the IT executives surveyed, the information governance factors - Policies, Systems (IS / IT) and Structure - have direct and indirect effects on value.
Resumen La industria bancaria es reconocida por ser una de las que más invierten en TI en Brasil y en el mundo, por poseer procesos de negocios bien definidos y por ser dinámica en la adopción de nuevas tecnologías y procesos. En ese contexto, con los datos provenientes de una encuesta (survey), realizada con los ejecutivos de TI de bancos que actúan en Brasil, se probó un modelo de regresión estructural de gobernanza de la información (GI). El objetivo del trabajo es validar un modelo de GI para los bancos. Los resultados permitieron concluir que, para los ejecutivos de TI que participaron en la encuesta, los factores de GI -políticas, sistemas (SI/TI) y estructura- tienen efectos directos e indirectos sobre el valor.
Contido em Revista de administração de empresas. São Paulo. Vol. 57, n. 1 (jan./fev. 2017), p. 79-95
Assunto Governança da informação
Setor bancário
[en] Banks
[en] Information governance
[en] Information tecnology executives
[en] Measurement model
[en] Structural equation modeling
[es] Bancos
[es] Ejecutivos de Tecnología de la Información
[es] Gobernanza de la información
[es] Modelado de ecuaciones estructurales
[es] Modelo de medición
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/163522
Arquivos Descrição Formato
001018199.pdf (306.2Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.