Repositório Digital

A- A A+

Quando o animal dura mais que a estimação

.

Quando o animal dura mais que a estimação

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Quando o animal dura mais que a estimação
Outro título Cuando el animal dura más que la estimación
Outro título When the pet outlasts companionship
Autor Segata, Jean
Resumo O estudo das relações humanoanimal tem formado um campo que ganha boa expressão na antropologia contemporânea. Ele se desenvolve a partir de duas frentes de discussão que se complementam – uma política e outra epistemológica. A primeira envolve ativismos e novos movimentos sociais em torno de direitos e de moralidades dos animais, enquanto a outra passa a questionar e a reposicionar qualidades e distinções entre eles e os humanos. Neste trabalho, eu procuro abordar estas questões por meio de um dilema moral que envolve uma cadela velha e doente, que depois de uma vida como parte de uma família humana, foi encaminhada para eutanásia e terminou transformada em estoque de sangue de uma clínica veterinária. Fisicalidade e moralidade são mobilizadas de forma contingente nesse contexto de pesquisa, tanto para equivaler e diferenciar humanos e animais como para compor e decompor um animal de estimação.
Resumen El estudio de las relaciones entre humanos y animales se ha conformado como un campo prolífico en la antropología contemporánea. Se desarrolla en dos frentes de discusión que se complementan entre sí - uno político y otro epistemológico. El primero consiste en el activismo y los nuevos movimientos sociales en torno a los derechos y las moralidades de los animales, mientras que el otro va a cuestionar y cambiar la posición de las cualidades y las diferencias entre ellos y los humanos. En este trabajo, trato de abordar estas cuestiones a través de un dilema moral relacionado con una perra vieja y enferma, que después de una vida como parte de una familia humana, fue enviada a la eutanasia y terminó convertida en fuente de suministro de sangre de una clínica veterinaria. Lo físico y lo moral se movilizan de manera contingente en este contexto de investigación, tanto para igualar y diferenciar a los humanos y animales cuanto para componer y descomponer una mascota.
Abstract The study of human-animal relations has been conspicuous in contemporary anthropology. It has developed along two complementary fields, one political and the other epistemological. The first involves activism and new social movements concerning the rights and moralities of animals, while the other questions and reframes the distinctions between animals and humans. In this article, I address these issues by investigating a moral dilemma involving an old, sick dog that, after spending its life as part of a human family, had to be euthanized and ultimately became blood stock for a veterinary clinic. Physicality and morality are mobilized contingently in this research context, both to identify and differentiate humans and animals and to compose and decompose a pet.
Contido em Mana : estudos de antropologia social. Rio de Janeiro. Vol. 22, n. 3 (set./dez. 2016), p. [831]-856
Assunto Animais
Antropologia social
Humanos
Moral
[en] Human-animal relations
[en] Humanity/animality
[en] Naturalism
[en] Pets
[es] Humanidad/ animalidad
[es] Mascotas
[es] Naturalismo
[es] Relaciones entre humanos y animales
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/163545
Arquivos Descrição Formato
001017418.pdf (215.7Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.