Repositório Digital

A- A A+

Contágio financeiro de crises internacionais no mercado brasileiro : uma abordagem com cópulas

.

Contágio financeiro de crises internacionais no mercado brasileiro : uma abordagem com cópulas

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Contágio financeiro de crises internacionais no mercado brasileiro : uma abordagem com cópulas
Autor Linhares, Lívia Botelho
Orientador Righi, Marcelo Brutti
Data 2017
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Administração. Programa de Pós-Graduação em Administração.
Assunto Crise financeira
Mercado de ações
Mercado financeiro : Brasil
[en] Argentina’s crisis
[en] Copulas
[en] Financial contagion
[en] Sovereign debt crisis
[en] Subprime crisis
[en] Terror crisis
Resumo Este trabalho testa, através da metodologia de cópulas, a hipótese de contágio financeiro entre ações brasileiras e índices de mercado dos países que deram origem às crises do Terror em 2001, da Argentina em 2001, dos Subpprimes em 2007 e do Débito Soberano Europeu em 2009. Além disso, ainda é feita uma análise dos setores econômicos que mais foram afetados por cada crise. Os testes da crise do Terror apresentaram evidências de contágio do SP500 para 24 ações brasileiras, afetando, principalmente os setores ligado à indústria e à energia. As crises da Argentina e do Débito Soberano Europeu apresentaram evidências de contágio dos índices Merval e Athex para apenas 3 empresas. A crise dos Subprimes apresentou evidências de contágio do SP500 para 35 empresas brasileiras, sendo a maioria ligada aos setores financeiros, de energia e industrial. 7 ações foram afetadas pelas duas crises norteamericanas. Os resultados reforçam a importância da análise de contágio em cada empresa individual, ao invés de utilizar o índice do mercado brasileiro como um todo.
Abstract This paper tests, through the copulas methodology, the hypothesis of financial contagion between the individual Brazilian stocks and the market indices of the countries where the crises were originated. The crises analyzed are the Terror crisis in 2001, the Argentina’s crisis in 2001, the Subprime crisis in 2007 and the Sovereign Debt crisis in 2009. In addition to this, the Brazilian economic sectors are examined in order to find out which were most affected by each crisis. The tests of the Terror crisis presented evidence of SP500 contagion to 24 Brazilian stocks, affecting, mainly, sectors related to industry and energy. The Argentina’s crisis and the European Sovereign Debt crisis presented contagion’s evidence of the Merval and Athex indices for only 3 Brazilian companies. The Subprimes crisis presented evidence of SP500 contagion for 35 Brazilian companies, mostly related to the financial, energy and industrial sectors. 7 Brazilian stocks were affected by both American crises. The results reinforce the importance of contagion analysis in each individual company, rather than using the Brazilian market index.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/163616
Arquivos Descrição Formato
001025237.pdf (831.7Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.