Repositório Digital

A- A A+

Taxonomia e relações filogenéticas dos lagostins de água doce do gênero Parastacus Huxley, 1879 (Crustacea, Decapoda, Parastacidae)

.

Taxonomia e relações filogenéticas dos lagostins de água doce do gênero Parastacus Huxley, 1879 (Crustacea, Decapoda, Parastacidae)

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Taxonomia e relações filogenéticas dos lagostins de água doce do gênero Parastacus Huxley, 1879 (Crustacea, Decapoda, Parastacidae)
Autor Ribeiro, Felipe Bezerra
Orientador Araujo, Paula Beatriz de
Co-orientador Ferrari, Augusto
Data 2017
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Biociências. Programa de Pós-Graduação em Biologia Animal.
Assunto Filogenia
Parastacus Huxley
Taxonomia
[en] Burrowing crayfish
[en] Molecular phylogeny
[en] Parastacids
[en] Taxonomy
Resumo Os lagostins de água doce sulamericanos (Família Parastacidae) são representados por três gêneros: Parastacus Huxley, 1879, Samastacus Riek, 1971 and Virilastacus Hobbs, 1991. Esse grupo é distribuído no Sul do Brasil (Rio Grande do Sul and Santa Catarina), Uruguai, Argentina e Chile. Os objetivos dessa tese foram revisar a taxonomia do gênero Parastacus e investigar a sua monofilia e relações filogenéticas entre suas espécies e entre os outros gêneros sulamericanos. Para esse propósito, várias coleções e museus ao redor do mundo foram analisados (Brasil, Argentina, Uruguai, Chile, Estados Unidos, Alemanha, Holanda, Inglaterra e França) em adição a coletas realizadas entre Março de 2013 a Setembro de 2016. Os espécimes foram analisados em estereomicroscópio e os desenhos foram preparados com auxílio de camara lucida. Para as análises genéticas, uma abordagem multigênica foi utilizada com dois marcadores mitocondriais (Cox1 e 16S) e um nuclear (28S). A análise filogenética foi realizada por Inferência Bayesiana e a distância genética p também foi calculada. Adicionalmente, o risco de extinção foi assessado para algumas espécies de acordo com o sub-critério B1 da IUCN que leva em consideração a estimativa da Área de Extenção de Ocorrência. Oito espécies foram redescritas: Parastacus brasiliensis (von Martens, 1869), P. defossus Faxon, 1898, P. laevigatus Buckup & Rossi, 1980, P. pilimanus (Von Martens, 1869), P. pugnax (Poepigg, 1835), P. promatensis Fontoura & Conter, 2008 e P. varicosus Faxon, 1898. Um novo gênero foi proposto para alocar a espécie P. nicoleti (Philippi, 1882) que também foi redescrita. Treze novas espécies foram descritas. Assim como, chaves de identificação, descrições, diagnoses, sinonímias e mapas de distribuição foram providos. As árvores filogenéticas resultantes corroboraram com a monofilia de Parastacus e do clado sulamericano, além de dar suporte para o estabelecimento de um novo gênero e novas espécies. Com essa tese, o aumento da riqueza específica para Parastacus é de mais de 150% e as novas informações sobre habitat e distribuição trarão suporte para futuros estudos de conservação e manejo.
Abstract South American freshwater crayfish (Family Parastacidae) are represented by three genera: Parastacus Huxley, 1879, Samastacus Riek, 1971 and Virilastacus Hobbs, 1991. This group is distributed in Southern Brazil (Rio Grande do Sul and Santa Catarina), Uruguay, Argentina and Chile. The goals of this thesis is to review the taxonomy of the genus Parastacus and to investigate the monophyly and phylogenetic relationships within Parastacus and among South American crayfish genera. For this purpose, several collections and museums around the world were analyzed (Brazil, Argentina, Uruguay, Chile, United States of America, Germany, Netherlands, England, and France) in addition to collectings carried out from March 2013 to September 2016. Specimens were analyzed under a stereomicroscope and drawings were prepared with the aid of a camara lucida. For genetic analysis, a multigenic approach was used with two mitochondrial (Cox1 and 16S) and one nuclear (28S) markers. Phylogenetic analysis were performed with Bayesian Inference and genetic p-distances were also calculated. In addition, the extinction risk was assessed according to the sub-criterion B1 of IUCN that estimates the Extent of Occurrence (EOO) for some species. Eight species are redescribed: Parastacus brasiliensis (von Martens, 1869), P. defossus Faxon, 1898, P. laevigatus Buckup & Rossi, 1980, P. pilimanus (Von Martens, 1869), P. pugnax (Poepigg, 1835), P. promatensis Fontoura & Conter, 2008 and P. varicosus Faxon, 1898. A new genus is proposed to encompass the species P. nicoleti (Philippi, 1882) and this species is also redescribed. In addition, 13 new species are described. Identification keys, descriptions, diagnoses, synonymies and distribution maps of the genera and species are provided. Phylogenetic trees corroborated the monophyly of Parastacus and the South American crayfish clade, and give support for the establishment of a new genus and new species. With this thesis, the increase in specific richness for Parastacus is more than 150% and new information about habitat and distribution will bring support for future conservation and management studies.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/163676
Arquivos Descrição Formato
001024211.pdf (7.119Mb) Texto parcial Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.