Repositório Digital

A- A A+

O impacto da cirurgia bariátrica na utilização de medicamentos por pacientes com obesidade mórbida

.

O impacto da cirurgia bariátrica na utilização de medicamentos por pacientes com obesidade mórbida

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título O impacto da cirurgia bariátrica na utilização de medicamentos por pacientes com obesidade mórbida
Autor Backes, Charline Fernanda
Orientador Heineck, Isabela
Data 2015
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Farmácia. Programa de Pós-Graduação em Ciências Farmacêuticas.
Assunto Cirurgia bariátrica
Comorbidade
Medicamentos
Obesidade mórbida
[en] Bariatric surgery
[en] Gastric bypass
[en] Obesity
[en] Use of drugs
Resumo A prevalência mundial da obesidade tem aumentado dramaticamente nos últimos anos. Classificada como doença crônica, a obesidade está associada a uma série de doenças, como hipertensão arterial sistêmica, diabetes mellitus tipo 2 ehipercolesterolemia, aumentando a necessidade de uso de medicamentos. Esta situação contribui para a redução da qualidade e expectativa de vida dos indivíduos. A perda de peso significativa por pacientes com obesidade mórbida pode ser obtida através da realização da cirurgia bariátrica que pode exigir ajustes na farmacoterapia em função da redução das comorbidades e das alterações fisiológicas provocadas pela cirurgia. Objetivo: Analisar o impacto da cirurgia bariátrica sobre o perfil de utilização dos medicamentos, enfocando principalmente as classes terapêuticas, o número de medicamentos e doses administradas antes e após a cirurgia. Métodos: Foi realizado um estudo longitudinal do tipo antes e depois. Utilizando uma amostragem por conveniência foram entrevistados consecutivamente 69 pacientes no pré-cirúrgico imediato e seis meses após a realização do procedimento cirúrgico entre 2008 e 2011. Nas entrevistas foram avaliados a presença de comorbidades e o uso de medicamentos com e sem prescrição médica Resultados: Antes da cirurgia 85,5% dos pacientes apresentaram comorbidades associadas à obesidade, sendo as principais: hipertensão, diabetes e hipercolesterolemia. 84,1% dos pacientes estavam em uso de medicamento sob prescrição médica no período pré-cirúrgico e a média de medicamentos utilizados por paciente foi de 4,8. Após a realização da cirurgia, observamos uma diminuição acentuada para as classes dos antidiabéticos (84%), antilipêmicos (77%) e anti-hipertensivos (49,5%), e a média de medicamentos por paciente foi de 4,4. Por outro lado observou-se um aumento importante na utilização de multivitamínicos e medicamentos para desordens do trato gastrointestinal (TGI). A maioria dos medicamentos que continuaram sendo prescritos após a cirurgia teve sua dose reduzida. Conclusão: A cirurgia bariátrica propiciou a redução da dose e da utilização de medicamentos para a maioria das classes terapêuticas. No entanto, pode ser observado um aumento na utilização de medicamentos para tratar distúrbios associados à realização da cirurgia.
Abstract The worldwide prevalence of obesity has increased dramatically in the last years. Classified as a chronic disease, obesity is associated with a number of diseases, such as hypertension, type 2 diabetes mellitus and hypercholesterolemia, increasing the need for drug use. This situation reduces the quality and life expectancy of individuals. The significant weight loss for morbidly obese patients can be obtained by bariatric surgery that may require adjustments in pharmacotherapy due to the reduction of comorbidities and physiological changes caused by surgery. Objective: Analyze the impact of bariatric surgery on the drug use profile, mainly focusing on the therapeutic classes, the number of drugs and doses administered before and after surgery. Methods: We conducted a longitudinal study of type before and after. Using a convenience sampling were interviewed consecutively 69 patients before surgery immediately and six months after the surgical procedure between 2008 and 2011. In the interviews were evaluated the presence of comorbidities and the use of prescription and non-prescription Results: Before surgery 85.5% of patients had comorbidities associated with obesity, the main ones being: hypertension, diabetes and hypercholesterolemia. 84.1% of patients were on prescription drug use in the preoperative period and the average number of drugs used per patient was 4.8. After the surgery, we observed a marked decrease for the classes of antidiabetic (84%), antilipemic (77%) and antihypertensive (49.5%), and the average number of drugs used per patient was 4,4. Moreover we observed a significant increase in the use of multivitamin and medicaments for disorders of the gastrointestinal tract (GIT). Most drugs that continued to be prescribed after surgery was reduced dose. Conclusion: Bariatric surgery led to dose reduction and the use of medications for most therapeutic classes. However, an increase can be observed in the use of drugs to treat disorders associated with surgery.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/163705
Arquivos Descrição Formato
001024133.pdf (576.6Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.