Repositório Digital

A- A A+

Evidência de efeito de dimorfismo sexual do gene do receptor de serotonina do tipo 1B : um estudo do TDAH em adultos e suas principais comorbidades

.

Evidência de efeito de dimorfismo sexual do gene do receptor de serotonina do tipo 1B : um estudo do TDAH em adultos e suas principais comorbidades

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Evidência de efeito de dimorfismo sexual do gene do receptor de serotonina do tipo 1B : um estudo do TDAH em adultos e suas principais comorbidades
Autor Müller, Diana
Orientador Bau, Claiton Henrique Dotto
Co-orientador Schuch, Jaqueline Bohrer
Data 2017
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Biociências. Programa de Pós-Graduação em Genética e Biologia Molecular.
Assunto Dimorfismo sexual
Serotonina
Transtorno da falta de atenção com hiperatividade
Resumo O transtorno de déficit de atenção/hiperatividade (TDAH) é um transtorno prevalente tanto em crianças quanto em adultos, estando relacionado com uma ampla gama de prejuízos. Além disso, o TDAH apresenta uma alta prevalência de uma série de comorbidades, as quais contribuem para a sua grande heterogeneidade clínica. Tais comorbidades apresentam uma distribuição diferenciada de acordo com o sexo, com homens apresentando mais frequentemente transtornos externalizantes, enquanto mulheres têm uma prevalência aumentada dos fenótipos internalizantes – o que constitui uma evidência de dimorfismo sexual. Genes do sistema serotoninérgico já foram associados com diversos transtornos psiquiátricos, inclusive com TDAH, além de também apresentarem evidências de influências em dimorfismo sexual. Dos diversos genes serotoninérgicos analisados, o HTR1B destaca-se por apresentar maior consistência nos diversos estudos, o que foi apoiado por uma meta-análise. Dessa forma, investigamos o efeito das variantes rs11568817, rs130058, rs6296 e rs13212041 do gene HTR1B sob o TDAH em adultos e sob suas principais comorbidades, separadamente por sexo. Não foram observados efeitos dos SNPs estudados diretamente sobre o TDAH. Contudo, em homens, o rs130058 – alelo T foi associado ao transtorno por uso de substâncias. Já em mulheres, verificou-se um efeito protetivo do rs6296 – alelo C em relação ao transtorno de ansiedade generalizada. Quanto ao rs11568817 – alelo G houve associações com os transtornos por uso de substâncias e dependência de nicotina em homens e com transtorno de ansiedade generalizada em mulheres. Nossos resultados acerca deste último polimorfismo sugerem um interessante efeito de dimorfismo sexual quanto ao gene HTR1B. No presente trabalho reforçamos a contribuição de SNPs do HTR1B em diferentes transtornos psiquiátricos, apoiando a necessidade de análises em grupos mais homogêneos, separados por sexo. Este tipo de abordagem pode aumentar o poder de identificação de fatores genéticos implicados nos diferentes transtornos.
Abstract Attention-Deficit/Hyperactivity Disorder is a highly prevalent disorder both in children and adults and is associated with a broad spectrum of impairments. Besides that, the disorder shows a high prevalence of comorbidities which contribute to high clinic heterogeneity of the disorder. These comorbidities show a differential prevalence according to sex, in which men are more frequently affected by externalizing disorders while women by internalizing ones – which is an evidence of sexual dimorphism. Genes of serotonergic system were associated with several psychiatric disorders, including ADHD, and also show evidence of to influence sexual dimorphism effect. Among serotonergic genes, HTR1B is the receptor with most consistent evidence of association according to a meta-analysis. In this way, we analyzed the effect of rs11568817, rs130058, rs6296 and rs13212041 variants of HTR1B in relation to ADHD in adults and to its major comorbidities, separately by sex. No association was found between the SNPs tested and adults with ADHD. Otherwise, in men the rs130058 – T allele shows association with substance use disorder. In the other hand, in women we found a protective effect of rs6296 – C allele with generalized anxiety disorder. Concerning rs11568817 – G allele, there were associations with substance use disorder and nicotine dependence in men and with generalized anxiety disorder in women. Our findings about this last polymorphism suggest an interesting sexual dimorphic effect of HTR1B gene. In the present study, we confirm the contribution of HTR1B variants to several psychiatric disorders, supporting the necessity of analyses of more homogenous groups, separately by sex. This approach could increase the power of identifying genetic factors involved in different disorders.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/163712
Arquivos Descrição Formato
001023445.pdf (1.547Mb) Texto parcial Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.