Repositório Digital

A- A A+

Morcegos insetívoros aéreos neotropicais : identificação acústica e padrões de estruturação de assembleias

.

Morcegos insetívoros aéreos neotropicais : identificação acústica e padrões de estruturação de assembleias

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Morcegos insetívoros aéreos neotropicais : identificação acústica e padrões de estruturação de assembleias
Autor Aguilar, Adriana Patricia Arias
Orientador Pereira, Maria João Veloso da Costa Ramos
Co-orientador Hofmann, Gabriel Selbach
Data 2017
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Biociências. Programa de Pós-Graduação em Biologia Animal.
Assunto Bioacústica
Bioma Cerrado
Chiroptera
Morcegos insetívoros
[en] Bioacoustics
[en] Cerrado
[en] Chiroptera
Resumo Os morcegos, ordem Chiroptera, são ecologicamente o grupo mais diverso dos mamíferos e após Rodentia ocupam o segundo lugar em diversidade taxonômica. Devido à sua dramática radiação ecológica e evolutiva, ocupam virtualmente todos os níveis tróficos. No Neotrópico ocorrem nove famílias de quirópteros, das quais oito (excluíndo Phyllostomidae) incluem quase exclusivamente espécies insetívoras que dependem principalmente da ecolocalização para a navegação e aquisição de alimento. A gravação e posterior análise de chamados de ecolocalização emitidos durante a navegação é uma alternativa ou técnica complementar para o estudo deste grupo de morcegos; este método permite identificar muitas espécies com base na estrutura e frequência dos chamados de ecolocalização, otimizando o estudo de associações espécie-habitat dentro das assembleias de morcegos insetívoros. No segundo capítulo desta dissertação intitulado Who’s calling? Acoustic identification of Brazilian bats é apresentada uma revisão dos estudos relacionados com descrições e identificações acústicas de espécies de morcegos neotropicais que ocorrem no Brasil. No total incluiram-se 47 publicações provenientes de 17 países, para além de dados não-publicados. Das 93 espécies de morcegos não filostomídeos, 65 foram descritas acusticamente, as restantes 28 careceram de informações acústicas. A utilização de monitoramentos acústicos pode ser uma ferramenta fundamental para expandir o nosso conhecimento dos morcegos no Brasil. No terceiro capítulo intitulado Spatiotemporal patterns of insectivorous bat activity in the Brazilian Cerrado: landscape and microclimate effects utilizou-se esta técnica para avaliar os padrões espaço-temporais de diversidade e atividade de morcegos insetívoros numa paisagem heterogênea no Cerrado. Os nossos resultados, em concordância com estudos prévios, mostraram que a composição e configuração, em especial a extensão de fitofisionomias bem conservadas, foram fatores importantes para a seleção de hábitat pelos morcegos insetívoros assim como as condições de umidade relativa do ar, particularmente nos meses mais secos. As respostas dos morcegos ante tais fatores variaram com a escala de análise, o grupo funcional e em alguns casos a variação foi espécie-específica. São necessários mais estudos para elucidar como as espécies respondem aos câmbios de origem humana na paisagem e suas possíveis associações com as mudanças climáticas no Cerrado.
Abstract Bats, order Chiroptera, are ecologically the most diverse group of mammals and after Rodentia; they are second in taxonomic diversity. Due to their dramatic ecological and evolutionary radiation, they virtually occupy all trophic levels. There are nine families of bats in the Neotropics of which eight (excluding Phyllostomidae) are almost exclusively insectivorous depending mainly on echolocation to navigate and to acquire food. Recording and posterior analysis of echolocation calls emitted while foraging, is an alternative or complementary technique for the study of this group of bats; this method allows the identification of many species based on the structure and frequency of their calls. It optimizes the study of habitat-species associations within the insectivorous bat assemblage. The second chapter of this dissertation, entitled Who’s calling? Acoustic identification of Brazilian bats a review of acoustic description and identification studies of Neotropical bats occurring in Brazil is presented. Fourth nine publications from 17 countries were included in this revision, as well as non-published data. From 93 species of non-phyllostomid bats, 65 were acoustically described while for 28 there is no acoustic information. The use acoustic monitoring could be a fundamental tool for expanding our knowledge of bats in Brazil. In the second chapter entitled Spatiotemporal patterns of insectivorous bat activity in the Brazilian Cerrado: landscape and microclimate effects, such technique was used to evaluate the spatio-temporal patterns of diversity and activity of aerial insectivorous bats in a heterogeneous landscape in the Cerrado. Our results were consistent with those of previous studies, showing that composition and configuration, and especially extensiveness of well-preserved phytophysiognomies, are fundamental factors in habitat selection by bats, as well as air relative humidity conditions, particularly in dryer months. Bat responses are scale-dependent, vary with the functional group and in some cases are species-specific. More studies are necessary to elucidate how species respond to landscape human induced modifications and their possible associations with climatic changes in the Cerrado biome.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/163714
Arquivos Descrição Formato
001020640.pdf (8.288Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.