Repositório Digital

A- A A+

Histórias que Protegem

.

Histórias que Protegem

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Histórias que Protegem
Autor Poletto, Michele
Souza, Ana Paula Lazzaretti de
Koller, Silvia Helena
Outras contribuições Araujo, Rodrigo de Vargas
Dolejal, Bruna Athanazio
Donni, Karine
Estrada, Evelim
Feijó, Luan Paris
Fleck, Gian F.
Fonseca, Hivana Raelcia Rosa da
Ignácio, Luciana
Marques, Maurício Pinto
Milani, Fabiano
Portz, Clarissa
Rosa, Luciana Barros da
Silveira, Thomas
Zambon, Sandra
Data 2016-12-09
Nível de ensino Educação Infantil
Educação Profissional
Educação Superior - Graduação
Educação Superior - Pós-Graduação
Ensino Fundamental Inicial
Treinamento ou Capacitação
Assunto Direitos da criança
Infância
Lúdico
Prevenção à violência
Resumo Cartilha em formato de site que objetiva trabalhar com crianças de oito a onze anos sobre situações de violência e violação dos direitos de crianças e adolescentes
Orientações
de uso
A cartilha “Histórias que Protegem” é um caderno didático para crianças. Tem como objetivo conscientizar as crianças sobre os tipos de violência e violação dos seus direitos. Exploração: A cartilha foi elaborada para ser de fácil aplicabilidade, mas é importante que você a leia e conheça suas histórias antes de contá-las aos educandos e crianças com quem trabalhará. Público-alvo: Crianças de 8 a 11 anos. Planejamento da aplicação: A cartilha inicia com 04 capítulos de apresentação onde irá instruir as crianças sobre o que é violência e violação dos direitos, após segue com 10 histórias e atividades. Portanto, você pode dividir a aplicação da cartilha em aproximadamente 14 momentos na sua aula ou organizar a atividade de forma isolada. Não há um número mínimo ou máximo, no entanto considera-se necessário vários encontros para um bom trabalho com o material. O importante é que você realize um planejamento de uso da cartilha antes de aplicá-la, para que consiga manter a periodicidade e a sequencia, assim as crianças poderão ter maior aproveitamento da cartilha. Para apresentação e orientação sobre a utilização da cartilha para as crianças sugere-se a utilização de linguagem acessível e lúdica. O professor pode ler as histórias ou optar por deixar as crianças lerem, ou até mesmo fazer um teatro usando como texto base as histórias. Deve-se auxiliar nas dúvidas e incentivar nos momentos em grupo, a troca de experiências entre elas. Se a cartilha for trabalhada em grupo, o ideal é que seja um número ao qual você já esteja acostumado a atender. Ainda assim, o educador pode convidar um colega para lhe auxiliar com a aplicação para que possam dar mais atenção às crianças com as atividades propostas. Outra ideia seria dividir a turma para realizar a aplicação em grupos menores, visando melhor atendê-los e promover uma discussão mais produtiva, com atenção às falas dos educandos.
Instruções de instalação Para editar os arquivos é necessário um editor de textos simples, como o Bloco de Notas, ou editor específico para edição de códigos, como o gratuito Notepad++. Não use editores como Word, pois acrescentam formatação de texto ao código. Para visualizar o projeto, apenas abra uma nova janela do navegador e arraste o arquivo principal para esta janela. Este arquivo principal chama-se "index" e pode ter uma das seguintes extensões: html, htm. Este material foi feito com HTML 4 e CSS 2. Ressaltamos que o caso do versionamento do código, no caso das versões das linguagens chamadas "client-side", como HTML, CSS e JavaScript, já que há uma dependência do ambiente instalado no computador de terceiros. A compatibilidade do código que você está baixando depende totalmente dos navegadores que este usuário tem instalada na máquina dele, e infelizmente você não tem controle sobre isso. Em relação a este assunto, tudo o que podemos assegurar a você que fez o download deste código é que ele foi testado e estava adequado à tecnologia da época em que foi produzido. As imagens podem ser editadas em qualquer editor de imagens, como por o exemplo o Gimp, que é gratuito. Para disponibilizar o projeto na internet é preciso ter acesso a um servidor web. A transferência dos arquivos pode ser feita com o software gratuito FileZilla.
Tipo material Hipertexto
Tipo Recurso educacional
Demonstração do recurso Web https://lume-re-demonstracao.ufrgs.br/historias-que-protegem/index.html
URI http://hdl.handle.net/10183/164494

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.