Repositório Digital

A- A A+

Determinação do limite mínimo de detecção da técnica de PCR “Nested” para o vírus da hepatite B (HBV)

.

Determinação do limite mínimo de detecção da técnica de PCR “Nested” para o vírus da hepatite B (HBV)

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Determinação do limite mínimo de detecção da técnica de PCR “Nested” para o vírus da hepatite B (HBV)
Outro título Evaluation of minimum detection limit to hepatitis B virus (HBV) PCR “Nested”
Autor Coser, Tiago Bottin
Chesky, Marisa
Paris, Fernanda de
Barth, Afonso Luis
Schmitt, Virginia M.
Machado, Alice Beatriz Mombach Pinheiro
Resumo Mundialmente, a hepatite pelo vírus B (HBV) é considerada um dos maiores problemas de saúde pública, apesar da vacinação. A Organização Mundial da Saúde (OMS) estima que mais de 2 bilhões de pessoas estejam infectadas pelo HBV. O Brasil é classificado como área de incidência intermediária pela OMS. No entanto, estudos de prevalência detectaram diferenças de índices de infecção nas regiões geográficas: 8% na região Amazônica, 2,5% nas regiões Centro-Oeste e Nordeste, 2% na Sudeste e 1% na região Sul. Um diagnóstico sensível e específico é de fundamental importância para os pacientes portadores do HBV. O objetivo deste estudo foi determinar o limite mínimo de detecção da técnica de PCR “nested” “in house” para o HBV. Diluições seriadas de uma amostra quantificada de HBV (1000 cópias/mL; 750 cópias/mL; 500 cópias/mL; 250 cópias/mL) foram submetidas à técnica de PCR “nested”. O alvo da amplificação por PCR foi a região do core e pré-core do vírus. Para extração dos ácidos nucléicos da amostra foi empregado o kit comercial QIAmp. O limite mínimo de detecção encontrado foi de 500 cópias/mL ou 10 cópias por reação de PCR.
Abstract All over the world, the hepatitis B virus (HBV) is considered one of the major problems of public health, despite vaccination. World Health Organization (WHO) estimates that more than 2 billions of persons are infected by HBV. Brazil is classified as an area of intermediary incidence by WHO. However, prevalence studies have detected differences of infection indexes in geographic regions: 8% in the Amazonian region, 2,5% in middle-west and Northeast, 2% in Southeast and 1% in South. A sensitive and specific diagnosis is very important to the HBV carrier patients. The aim of this study was to determine the minimum limit of detection of the nested PCR in house technique for HBV. Serial dilutions of one quantified sample of HBV (1000 copies/mL; 750 copies/mL; 500 copies/mL; 250 copies/mL) were submitted to a nested PCR. The target of PCR was viral core and pre-core region. Commercial kit, QiAmp, was employed to purify nucleic acids from the sample. The minimum detection limit found was 500 copies/mL or 10 copies per PCR reaction.
Contido em Revista HCPA. Porto Alegre. Vol. 28, n. 1 (2008), p. 5-9
Assunto Reação em cadeia da polimerase
Virus da hepatite b
[en] HBV
[en] Minimum detection limit
[en] PCR
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/164643
Arquivos Descrição Formato
000824650.pdf (269.0Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.