Repositório Digital

A- A A+

Evaluation of different passive ultrasonic irrigation protocols on the removal of dentinal debris from artificial grooves

.

Evaluation of different passive ultrasonic irrigation protocols on the removal of dentinal debris from artificial grooves

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Evaluation of different passive ultrasonic irrigation protocols on the removal of dentinal debris from artificial grooves
Autor Vivan, Rodrigo Ricci
Duque, Jussaro Alves
Alcalde, Murilo Priori
Só, Marcus Vinicius Reis
Bramante, Clovis Monteiro
Duarte, Marco Antonio Húngaro
Abstract The aim of this study was to evaluate the influence of different passive ultrasonic irrigation protocols on the removal of debris in artificially created grooves in the cervical, middle and apical root thirds. Forty extracted bovine incisor roots were instrumented to 1 mm of the root apex with a R50 Reciproc instrument and irrigated with 2.5% sodium hypochlorite. The roots were then inserted in a muffle and cleaved into two hemisections. Grooves (3-mm long) were done at 2, 7 and 12 mm from the root apex in one hemisection and filled with dentinal debris. The hemisections were regrouped into the muffle and divided into 4 groups (n=10) according to the final irrigation protocol: Control group: 3x20 s using a #30 gauge needle without agitation of the irrigating solution; Group PUI-s (static passive ultrasonic irrigation): 3x20 s of passive ultrasonic irrigation with the tip of the insert maintained static on the apical third; Group PUI-t (passive ultrasonic irrigation per third): 20 s of PUI in each third; Group PUI-d (passive dynamic ultrasonic irrigation): 3x20 s of PUI dynamically moving the insert in the whole extent of the root canal. In all groups, was used a total of 6 mL of 2.5% sodium hypochlorite as irrigant. After these procedures, the grooves were analyzed with a stereomicroscope and assigned scores as regards removal of the debris. The data were analyzed statistically (α=0.05). The results showed a better cleaning in all the groups where the irrigating solution was agitated with ultrasonic device than in the control group (p<0.05). In the apical third, the PUI-d and PUI-s showed similar performance (p>0.05) and a better cleanness than PUI-t (p<0.05). The dynamic and static methods of agitation of the irrigating solution provided more effective cleaning. PUI-d provided the most completely clean grooves suggesting that its use is the most adequate in cases of teeth with complex canal anatomy.
Resumo O objetivo deste estudo foi avaliar a influência de diferentes protocolos de irrigação ultrassônica passiva na remoção de detritos em sulcos artificialmente criados nos terços radiculares cervical, médio e apical. Quarenta raízes de incisivos bovinos extraídos foram instrumentadas a 1 mm do ápice radicular com um instrumento R50 Reciproc e irrigadas com hipoclorito de sódio a 2,5%. As raízes foram então inseridas numa mufla e clivadas em duas hemisecções. Sulcos (3 mm de comprimento) foram feitos a 2, 7 e 12 mm do ápice radicular em uma hemisecção e preenchidos com detritos dentinários. As hemisecções foram reagrupadas na mufla e divididas em 4 grupos (n = 10) de acordo com o protocolo de irrigação final: Grupo controle: 3x20 s usando agulha de calibre #30 sem agitação da solução irrigadora; Grupo PUI-s (static passive ultrasonic irrigation): 3x20 s de irrigação ultra-sônica passiva com a ponta do inserto mantida estática no terço apical; Grupo PUI-t (Irrigação ultrassônica passiva por terço): 20 s de PUI em cada terço; Grupo PUI-d (Irrigação ultrassônica dinâmica): 3x20 s de PUI movendo dinamicamente o inserto em toda extensão do canal radicular. Em todos os grupos, foi utilizado um total de 6 mL de hipoclorito de sódio a 2,5% como irrigante. Após estes procedimentos, os sulcos foram analisadas com um estereomicroscópio e pontuações foram atribuídas quanto à remoção dos detritos. Os dados foram analisados estatisticamente (α=0.05). Os resultados mostraram uma melhor limpeza em todos os grupos onde a solução de irrigação foi agitada com dispositivo ultrassônico do que no grupo controle (p<0,05). No terço apical, o PUI-d e o PUI-s apresentaram performance semelhantes (p>0,05) e melhor limpeza do que o PUI-t (p<0,05). Os métodos dinâmico e estático de agitação da solução de irrigação proporcionaram uma limpeza mais eficaz. O PUID promoveu os sulcos mais completamente limpos sugerindo que seu uso é o mais adequado em casos de dentes com anatomia de canal complexa.
Contido em Brazilian dental journal. Ribeirão Preto. Vol. 27, no. 5 (Sept./Oct. 2016), p. 568-572
Assunto Endodontia
[en] Dentin debris
[en] Endodontics
[en] Irrigation
[en] Passive ultrasonic irrigation
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/164672
Arquivos Descrição Formato
001018158.pdf (210.5Kb) Texto completo (inglês) Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.