Repositório Digital

A- A A+

Comparação microbiológica entre membranas amnióticas humanas coletadas em partos vaginais e cesarianas - projeto piloto

.

Comparação microbiológica entre membranas amnióticas humanas coletadas em partos vaginais e cesarianas - projeto piloto

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Comparação microbiológica entre membranas amnióticas humanas coletadas em partos vaginais e cesarianas - projeto piloto
Outro título Microbiological comparison between human amniotic membranes obtained from vaginal and cesarean deliveries – pilot study
Autor Deos, Mauro Fernando Silva
Volkmer, Vanessa
Chedid, Márcio Fernandes
Fauri, Marcelo de Azevedo
Silva, Débora Chaves da
Severo Jr, Luis Carlos V.
Santos, Ricardo Kretzmann dos
Malatur, Viviane
Pinto, Rinaldo de Angeli
Resumo Objetivo: A membrana amniótica, uma membrana fina, pode ser utilizada como cobertura temporária em queimaduras profundas. O objetivo deste estudo é o de verificar as possíveis diferenças quanto à contaminação bacteriana entre as membranas de partos cesáreo e vaginal, assim como avaliar a viabilidade ou não do uso clínico-cirúrgico da membrana armazenada. Métodos: Foram coletadas 12 membranas amnióticas de mulheres submetidas a parto cesáreo e vaginal no Centro Obstétrico do HCPA. Cada membrana amniótica foi armazenada em cinco frascos diferentes contendo soro fisiológico, dos quais foram obtidas amostras para análise no momento da coleta e nos dias 7, 14, 21 e 28. Essas amostras foram testadas quanto à contaminação bacteriana, analisando sua relação com o tempo de armazenamento e com o tipo de parto realizado. O estudo é um piloto e tem um delineamento transversal. Resultados: A comparação entre os tipos de parto mostrou um risco relativo (RR) de 2,67 de contaminação no parto vaginal em relação à cesariana (IC de 95%: 1,09 a 6,52), P = 0,08. Não foi verificada contaminação em nenhum dos frascos no momento da coleta. Conclusão: Todas as membranas coletadas de parto vaginal apresentaram crescimento bacteriano no processo de estocagem, levando à sua inviabilidade teórica para uso em Bancos de Membrana Amniótica.
Abstract Objective: The amniotic membrane, a thin membrane, may be used as a temporary cover on deep burns. The objective of this study is to identif y the dif ferences regarding bacterial contamination between membranes of vaginal and cesarean deliveries, as well as to assess the possibility of the clinical use of stored membranes. Methods: Twelve membranes were obtained from women submitted to vaginal and cesarean deliveries at the Obstetric Center of Hospital de Clínicas de Porto Alegre. Each amniotic membrane was stored in five dif ferent flasks containing a physiological solution. Samples were obtained from these flasks for analysis on days 1, 7, 14, 21 and 28. These samples were tested for bacterial contamination, analyzing its relation to time of storage and type of delivery. This is a pilot study with a transversal design. Results: The comparison between types of delivery yielded a relative risk of contamination in vaginal delivery (RR) of 2.67 (95% CI: 1.09-6.52) and no significance (P = 0.08). No contamination was found on day 1 flasks. Conclusion: All membranes derived from vaginal deliveries ended up showing bacterial contamination during the storage period, which lead to a theoretical unavailability for its use on Amniotic Membrane Banks.
Contido em Revista HCPA. Porto Alegre. Vol. 22, n. 3, (2002), p. 7-10
Assunto Âmnio
Cesárea
Parto normal
Queimaduras
[en] Amniotic membrane
[en] Burns
[en] Temporary cover
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/164707
Arquivos Descrição Formato
001022929.pdf (990.1Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.