Repositório Digital

A- A A+

Prevalência de complicações micro- e macrovasculares e de seus fatores de risco em pacientes com Diabetes Melito do tipo 2 en atendimento ambulatorial

.

Prevalência de complicações micro- e macrovasculares e de seus fatores de risco em pacientes com Diabetes Melito do tipo 2 en atendimento ambulatorial

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Prevalência de complicações micro- e macrovasculares e de seus fatores de risco em pacientes com Diabetes Melito do tipo 2 en atendimento ambulatorial
Outro título Prevalence of micro- and macroangiopathic chronic complications and their risk fastors in patients with type 2 Diabetes Mellitus in ambulatory care
Autor Scheffel, Rafael Selbach
Bortolanza, Desirê
Weber, Cristiane Seganfredo
Costa, Luciana Abarno da
Canani, Luis Henrique Santos
Santos, Kátia Gonçalves dos
Crispim, Daisy
Roisenberg, Israel
Lisboa, Hugo Roberto Kurtz
Tres, Glaucia Sarturi
Tschiedel, Balduíno
Gross, Jorge Luiz
Resumo Objetivos: O diabetes melito (DM) do tipo 2 está associado ao desenvolvimento de complicações macroangiopáticas [cardiopatia isquêmica (CI), doença vascular periférica (DVP) e acidente vascular cerebral (AVC)] e microangiopáticas [retinopatia diabética (RD), nefropatia diabética (ND) e neuropatia sensitiva distal (NSD)]. Os objetivos deste estudo foram avaliar a prevalência das complicações crônicas em pacientes com DM do tipo 2 e aferir os seus possíveis fatores de risco. Métodos: Estudo transversal, incluindo 927 pacientes com DM do tipo 2 (42% homens, média de idade: 59 ± 10 anos; duração média do DM do tipo 2: 12 ± 8 anos). A RD foi definida por fundoscopia direta; a CI através do questionário da OMS e/ou alterações eletrocardiográficas e/ou anormalidades perfusionais na cintilografia miocárdica; a NSD por sintomas compatíveis e ausência de sensação ao monofilamento de 10g e/ou ao diapasão; a DVP pela claudicação e ausência de pulsos pediosos; o AVC por seqüelas ou história compatível e a ND pela excreção urinária de albumina (≥ 20 μg/min). A hipertensão arterial sistêmica (HAS) foi definida pelos níveis pressóricos (≥ 140/90 mmHg) e/ou uso de drogas anti-hipertensivas. Foram calculados o índice de massa corporal (IMC, kg/m2) e a razão cintura-quadril (RCQ). Resultados: A CI estava presente em 36% e a DVP em 33% dos pacientes. Dentre as complicações microvasculares, 37% tinham doença renal (12% macroalbuminúricos) e 46% RD (15% retinopatia proliferativa). A NSD foi encontrada em 36% dos pacientes. HAS estava presente em 73% dos pacientes. O colesterol estava acima de 200 mg/dl em 64%, enquanto o IMC > 30 kg/m2 em 36%. Vinte e dois por cento dos pacientes eram fumantes atuais e 21% ex-tabagistas. Conclusão: As complicações crônicas do DM do 2 têm uma alta prevalência nos pacientes ambulatoriais de hospitais gerais. Praticamente todos os pacientes apresentavam pelo menos um fator de risco para doença cardiovascular, o que justifica o seu rastreamento e controle.
Abstract Background: Type 2 diabetes (DM2) has been related to development of macroangiopatic [coronary heart disease (CHD), peripheral vascular disease (PVD) and stroke] and microangiopatic complications [retinopathy, nefropathy, and distal sensory neuropathy (DSN)]. The aims of this study were to analyze the prevalence of complications in DM2 patients and to estimate their associated risk factors. Methods: Cross-sectional study, including 927 patients with DM2 (42% males, mean age: 59 ± 10 years; mean known duration of DM2: 12 ± 8 years). Retinopathy was identified by direct fundoscopy; CHD by WHO questionnaire and/or abnormal ECG and/or perfusion abnormalities on myocardial scintigraphy; DSN by compatible symptoms and absent sensation on 10 g monofilament and/or tune fork; PVD by the presence of claudication and absent foot pulses, stroke by presence of sequels and history, and nephropathy by urinary albumin excretion rate (³ 20 mg/min). Hypertension was defined by blood pressure (³ 140/90 mmhg) and/or use of antihypertensive drugs. Body mass index (BMI, kg/m2) and waist-to-hip ratio (WHR) were calculated. Results: CHD was present in 36% and PVD in 33%. Among microvascular, 37% had nefropathy (12% with macroalbuminuria); 46% retinopathy (15% proliferative retinopathy). DSN was present in 36%. Seventy three percent of the patients presented arterial hypertension. Cholesterol levels were >200 mg/dl in 64% and BMI > 30 kg/m2 in 36%. Twenty two percent of patients were smokers and 21% ex-smokers. Conclusion: Diabetic complications are frequent among out patients attending to general hospitals. Almost all patients presented at least one risk factor for cardiovascular disease, what valid the efforts to their identification and adequate control.
Contido em Revista HCPA. Porto Alegre. Vol. 23, n. 1-2, (2003), p. 8-13
Assunto Complicações do diabetes
Diabetes mellitus
Fatores de risco
[en] Chronic complications
[en] Diabetes mellitus
[en] Risk factors
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/164768
Arquivos Descrição Formato
001022461.pdf (1.020Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.