Repositório Digital

A- A A+

Evaluation of semi-automated cells counting in peritoneal fluid

.

Evaluation of semi-automated cells counting in peritoneal fluid

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Evaluation of semi-automated cells counting in peritoneal fluid
Outro título Avaliação de semiautomação para contagem de células em líquido peritoneal
Autor Braghirolli, Daikelly Iglesias
Pranke, Patricia Helena Lucas
Calil, Luciane Noal
Abstract Introduction: Currently, the cytological analysis of biological fluids, such as peritoneal fluid, is performed by manually cells counting in Fuchs-Rosenthal chamber. However, this method has a number of limitations. Because of these limitations, automatic counters have been evaluated for cell counting in this type of sample in order to make it faster and more reliable test. Objective: The aim of this study is to compare the manual and semi-automated leukocytes and erythrocytes counting in peritoneal fluid. Materials and methods: The samples were analyzed manually and using the Countess™ (Invitrogen). Results: The results showed that although there is a correlation between the two counting methods, the correlation is relatively low, for both leukocytes and erythrocytes analysis. Conclusion: The results suggest that peritoneal fluid should continue to be analyzed in Fuchs-Rosenthal chamber. However, further studies should be conducted with a greater number of samples to investigate the possibility of using automated cells counting in serous fluids and, thus, provide greater speed and quality of results.
Resumo Introdução: Atualmente, a análise citológica de líquidos biológicos, como líquido peritoneal, é realizada por meio da contagem manual de células, em câmara de Fuchs-Rosenthal. Porém, esse método apresenta uma série de limitações. Com isso, contadores automáticos têm sido avaliados para a contagem de células nesse tipo de amostra a fim de tornar esse exame mais rápido e confiável. Objetivo: Comparar a contagem manual e semiautomatizada de leucócitos e eritrócitos em líquido peritoneal. Materiais e métodos: As amostras foram analisadas manualmente e no contador de células CountessTM (Invitrogen). Resultados: Os resultados mostraram que apesar de existir correlação entre os dois métodos de contagem, essa correlação é relativamente fraca, tanto para análise de leucócitos como para de eritrócitos. Conclusão: Esses resultados sugerem que o líquido peritoneal deve continuar a ser analisado em câmara de Fuchs-Rosenthal, contudo novos estudos devem ser realizados, com maior número de amostras, para investigar a possibilidade do uso de automação na contagem de células em líquidos serosos e, assim, proporcionar maior agilidade e qualidade no resultado.
Contido em Jornal brasileiro de patologia e medicina laboratorial. Vol. 51, n. 4 (Aug. 2015), p. 234-238
Assunto Contagem de células
[en] Ascites
[en] Body fluids
[en] Cell count
[en] Peritoneal fluid
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/164839
Arquivos Descrição Formato
001017223.pdf (356.2Kb) Texto completo (inglês) Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.