Repositório Digital

A- A A+

Estimulação elétrica nervosa transcutânea na dor, função pulmonar e força muscular respiratória no pós-operatório de cirurgias torácicas em uma unidade de tratamento intensivo : ensaio clínico randomizado

.

Estimulação elétrica nervosa transcutânea na dor, função pulmonar e força muscular respiratória no pós-operatório de cirurgias torácicas em uma unidade de tratamento intensivo : ensaio clínico randomizado

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Estimulação elétrica nervosa transcutânea na dor, função pulmonar e força muscular respiratória no pós-operatório de cirurgias torácicas em uma unidade de tratamento intensivo : ensaio clínico randomizado
Autor Husch, Hermann Heinrich
Orientador Sbruzzi, Graciele
Data 2017
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Medicina. Programa de Pós-Graduação em Ciências Pneumológicas.
Assunto Espirometria
Estimulação elétrica nervosa transcutânea
Manejo da dor
Toracotomia
[en] Pain Management
[en] Spirometry
[en] Thoracotomy
[en] Transcutaneous Electric Nerve Stimulation
Resumo Objetivo: Avaliar os efeitos da estimulação elétrica nervosa transcutânea (TENS) comparada com TENS placebo e grupo controle sobre a dor, função pulmonar, força muscular respiratória e medicações analgésicas no pós-operatório de cirurgias torácicas em uma Unidade de Tratamento Intensivo (UTI). Método: Pacientes entre 31 e 76 anos submetidos a toracotomia póstero-lateral, foram incluídos e alocados aleatoriamente em três grupos: TENS (GE), TENS placebo (GP) e controle (GC). O GE recebeu a aplicação da TENS (frequência=100 Hz, duração de pulso=100 μs, intensidade no nível sensorial, durante 30 minutos, três vezes ao dia, durante a internação na UTI), associada a fisioterapia convencional (respiratória e motora). No GP foi realizada a TENS placebo além de fisioterapia convencional; e o GC recebeu apenas a fisioterapia convencional. Os desfechos foram avaliados no pré-operatório, pós-operatório (PO), e 48 horas após a internação na UTI: dor através da Escala Visual Analógica, função pulmonar através de espirometria (VEF1 e CVF), força muscular respiratória através de manovacuometria (PImáx e PEmáx), e medicações através da análise dos prontuários. Resultados: Foram incluídos 45 pacientes, sendo 15 em cada grupo. Em relação a percepção dolorosa, não houve diferença entre os grupos (P=0,172), porém houve redução na dor após o término do primeiro atendimento no GE (4,7±3,2 vs. 3,3±2,6; P<0,05). Em relação a função pulmonar e força respiratória não houve diferença significativa entres os grupos nos momentos avaliados. Entretanto, nas avaliações intragrupo, observou-se melhora na CVF, todos os grupos apresentaram redução no momento PO e 48 horas comparado com o pré (P<0,001), e somente o GE promoveu um aumento na CVF nas 48 horas em relação ao PO (P<0,001). A PImáx e PEmáx diminuíram em todos os grupos comparando o pré com o PO e 48 horas (P<0,001). Não houve diferença entre os grupos em relação as medicações analgésicas, porém o GC apresentou maior consumo de morfina (p=0,037) e o GP maior consumo de paracetamol (p=0,035) 24 vs 48 horas, o que não foi alterado no GE. Conclusão: Não foi observado diferença entre os grupos em relação aos desfechos avaliados no pós-operatório de cirurgia torácica, porém, a TENS 13 promoveu redução da dor e aumento mais precoce da CVF, além disso, não promoveu aumento no consumo de medicação.
Abstract Objective: To evaluate the effects of transcutaneous electrical nerve stimulation (TENS) compared to placebo TENS and control group on pain, pulmonary function, respiratory muscle strength and analgesic medications in the postoperative period of thoracic surgery in an Intensive Care Unit (ICU). Methods: Patients between 31 and 76 years submitted to postero-lateral thoracotomy, were included and randomly allocated into three groups: TENS (GE), TENS placebo (GP) and control (GC). The GE received TENS (frequency = 100 Hz, pulse duration = 100 μs, intensity at the sensory level for 30 minutes, three times a day during ICU stay), associated with conventional physiotherapy (respiratory and motor). In GP, TENS was performed in addition to conventional physiotherapy; And GC received only conventional physiotherapy. The outcomes were evaluated in the preoperative, postoperative (PO) or 24 hours, and 48 hours after ICU admission: Pain through Visual Analog Scale, pulmonary function through spirometry (FEV 1 and FVC), respiratory muscle strength Through manovacuometry (MIP and MEP), and medications through the analysis of medical records. Results: 45 patients were included, 15 in each group. Regarding pain perception, there was no difference between the groups (P = 0.172), but there was a reduction in pain after the end of the first treatment in the GE (4.7 ± 3.2 vs. 3.3 ± 2.6; P <0.05). Regarding pulmonary function and respiratory force, there was no significant difference between the groups at the moments evaluated. However, in the intragroup evaluations, improvement in FVC, all the groups had a reduction at the time PO and 48 hours compared to the pre (P <0.001), and only the GE promoted an increase in FVC at 48 hours in relation to PO (P <0.001). The MIP and MEP decreased in all groups comparing the pre with PO and 48 hours (P <0.001).There was no difference between the groups in relation to analgesic medications, however, the CG had higher morphine consumption (p = 0.037) and the GP had a higher paracetamol consumption (p = 0.035) 24 vs 48 hours, which was not altered in the GE. Conclusion: No differences were observed between the groups in relation to the outcomes evaluated in the postoperative period of thoracic surgery, however, TENS promoted pain reduction and earlier increase in FVC, in addition, did not promote increase in medication consumption.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/164887
Arquivos Descrição Formato
001027619.pdf (795.6Kb) Texto parcial Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.