Repositório Digital

A- A A+

Representações moventes : um estudo sobre Pixaim, a comunidade das Dunas da Foz do Rio São Francisco, AL

.

Representações moventes : um estudo sobre Pixaim, a comunidade das Dunas da Foz do Rio São Francisco, AL

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Representações moventes : um estudo sobre Pixaim, a comunidade das Dunas da Foz do Rio São Francisco, AL
Autor Albuquerque, Maria Madalena Zambi de
Orientador Morigi, Valdir Jose
Data 2017
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Biblioteconomia e Comunicação. Programa de Pós-Graduação em Comunicação e Informação.
Assunto Comunicação
Ecoturismo
Memória social
Pixaim (Piaçabuçu, AL)
Representação social
[en] Eco-tourism
[en] Media narratives
[en] Pixaim
[en] Social representations
Resumo Pixaim assentou o seu lugar no mundo sobre dunas móveis da margem alagoana da foz do rio São Francisco. Não há registros históricos sobre a origem do povoado, mas a partir de levantamento de memória oral podemos estimar um século de assentamento no território. No passado as pessoas de Pixaim viviam da cultura do arroz em fazendas na várzea do São Francisco. Com a subtração desta atividade, a população do povoado diminuiu e a sobrevivência material e cultural ficou comprometida. Em 1983 foi criada a Área de Proteção Ambiental-APA de Piaçabuçu que abarcou Pixaim e outros povoados como o Pontal da Barra, na foz do São Francisco e, com os qual as pessoas de Pixaim desenvolveram uma prática de apropriação conjugada e valorativa do lugar de habitação. Com a APA os povoados passaram a ser merecedores de proteção ambiental especial e o uso dos recursos disponíveis no meio ambiente ficou vinculado a prescrições definidas em lei. Com o desfecho de um conflito explícito os moradores do Pontal da Barra foram expulsas da foz pela gestão da APA, e a área “recuperou” feições cênicas adequadas ao turismo ecológico. Neste contexto, a paisagem de Pixaim se transformou em objeto de desejo e consumo do turismo ecológico. Neste estudo buscou-se compreender as mediações na construção do imaginário turístico sobre Pixaim, através das representações disponíveis em fontes informacionais. Procurou-se analisar as narrativas nas fotografias veiculadas sobre o povoado em sites de turismo de Piaçabuçu, município do qual Pixaim e a foz do rio São Francisco são integrantes. Valendo-se da fotografia, os próprios moradores de Pixaim registraram o cotidiano do lugar para um “álbum” que, neste trabalho, revela os olhares “de dentro” (moradores de Pixaim) e “de fora” ( agentes envolvidos na promoção do turismo ecológico). O estudo foi estruturado em uma abordagem qualitativa, com pesquisa e análise das informações em suportes midiáticos, mais a metodologia da etnografia, história oral, observação participante e entrevista.
Abstract Pixaim settled its place on the world of moving sand dunes of the Alagoas margin at the mouth of the São Francisco River. There are no historical records of the origin of that village, but the oral memory survey allows us to estimate a century of settlement in the territory. In the past, people of Pixaim used to make their living by rice farming on farms in the lowland of the São Francisco River. Along with the subtraction of this activity, the population of the village decreased as well as the survival of its material and cultural life were jeopardized. In 1983, it was established the Area of Environmental Protection (APA) of Piaçabuçu that comprises Pixaim and other settlements at the mouth of the São Francisco River, such as Pontal da Barra, with which the people of Pixaim has developed a practice of conjugal and evaluative appropriation of the dwelling place. The establishment of the APA has led the settlements to a special environmental protection, as the use of its available environmental resources are attached to what has been prescript in law. An outcome of an explicit conflict, the people of Pontal da Barra were banished from the mouth of the river by the APA’s management and the area “recovered” scenic features appropriate to the eco-tourism. In this context, the landscape of Pixaim has become an object of desire and consumption of ecological tourism. In this study, we sought to understand mediations in the construction of the tourist imaginary about Pixaim through the representations available in multimedia information. An attempt to analyze the narratives presented on photographs on tourist sites of Piaçabuçu, municipality of which Pixaim and the mouth of the São Francisco River are members. The photographs taken by the residents of Pixaim recorded the daily life of the village for an “album” that, for this work, illustrates the confrontation between the “inside” gaze (the residents of Pixaim) and “the outside” one (the agents involved in the promotion of eco-tourism). This study was structured in a qualitative approach, with information research and analysis in media added to the methodology of the ethnography, oral history, participant observation and interviews.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/164894
Arquivos Descrição Formato
001044516.pdf (6.498Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.