Repositório Digital

A- A A+

Amor e revolta : contribuições de Hannah Arendt e Albert Camus para uma ética absurda

.

Amor e revolta : contribuições de Hannah Arendt e Albert Camus para uma ética absurda

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Amor e revolta : contribuições de Hannah Arendt e Albert Camus para uma ética absurda
Outro título Love and revolt: contributions of Hannah Arendt y Albert Camus toward absurd ethics
Outro título Amor e revuelta: aportes de Hannah Arendt y Albert Camus a una ética absurda
Autor Silva, André Luiz Guerra da
Guareschi, Pedrinho A.
Resumo Este artigo traz as contribuições do literato e filósofo argelino Albert Camus para se problematizar a ética desde a perspectiva de uma filosofia existencial, mais especificamente, de uma Filosofia do Absurdo. Pretende-se com esse referencial retirar o problema ético de sua dimensão puramente intelectual para – a partir daquilo que será proposto como uma substancialização da ética – apontar as relações concretas dessa discussão com a vida, isto é, com a materialidade pressuposta nos modos de viver – ou estilos existenciais –, isto é, no modo como as pessoas relacionam-se consigo mesmas, com os outros e com o mundo. Depois de apresentadas as noções de “absurdo” e “revolta” cunhadas por Albert Camus, é feita uma aproximação destes com o conceito de Amor Mundi discutido por Hannah Arendt. Conclui-se, assim, que a ultrapassagem do absurdo em direção a novos estilos éticos pode se dar pela assunção do amor como um movimento de luta, constante e ininterrupto, responsável por valorizar a singularidade do viver.
Abstract This article brings the contributions of the Algerian writer and philosopher Albert Camus to discuss ethics from the perspective of an existential philosophy, more specifically, a Philosophy of the Absurd. It is intended with this referential to remove the ethical problem of its purely intellectual dimension to – on the basis of which will be proposed as a substantiation of ethics – pointing out the concrete relations of this discussion with life, i.e., with the presupposed materiality of ways of living – or existential styles –, i.e., in the way people relate with themselves, with others and with the world. After presented the notions of "absurd" and "revolt" presented by Albert Camus, it is made an approach of these to the concept of Amor Mundi discussed by Hannah Arendt. It follows, therefore, that the exceeding of the absurd toward new ethical styles can be given by the assumption of love as a constant and uninterrupted movement of struggle responsible for valuing the uniqueness of living.
Resumen Este artículo presenta aportes del escritor y filósofo argelino Albert Camus para discutir la ética desde la perspectiva de una filosofía existencial, más específicamente, una Filosofía del Absurdo. Se pretende con esta referencia retirar el problema ético de una dimensión puramente intelectual hacia – a partir de lo que se propone como una substancialización de la ética – apuntar las relaciones concretas de esta discusión con la vida, es decir, con la materialidad presupuesta en los modos de vivir – o estilos existenciales –, o sea, en los modos de relación consigo mismo, con los otros y con el mundo. Después de presentados las nociones de "absurdo" y "revuelta" acuñados por Albert Camus, se hace uma aproximación com el concepto de Amor Mundi discutido por Hannah Arendt. Concluye, que la superación de lo absurdo hacia nuevos estilos éticos se puede dar por la asunción del amor como un movimento de lucha, constante e ininterrumpido, responsable por valorar la singularidad del vivir.
Contido em Revista Polis e Psique. Porto Alegre, RS. Vol. 7, n. 1 (2017), p. 84-100.
Assunto Amor
Ética
Existencialismo
Filosofia
[en] Absurd
[en] Albert Camus
[en] Ethics
[en] Love
[es] Absurdo
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/164943
Arquivos Descrição Formato
001027019.pdf (517.7Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.