Repositório Digital

A- A A+

O ensino do parto e nascimento no curso de graduação em enfermagem nas décadas de 1970 e 1980

.

O ensino do parto e nascimento no curso de graduação em enfermagem nas décadas de 1970 e 1980

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título O ensino do parto e nascimento no curso de graduação em enfermagem nas décadas de 1970 e 1980
Outro título The graduation teaching for childbirth and birth in the years 1970s and 1980s
Autor Teles, Jéssica Machado
Orientador Bonilha, Ana Lúcia de Lourenzi
Data 2016
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Enfermagem. Programa de Pós-Graduação em Enfermagem.
Assunto Enfermagem : Graduação
Nascimento
Parto
Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Enfermagem. Curso de Enfermagem
[en] History
[en] Neonatology
[en] Obstetric nursing
[en] Teaching
Resumo A história relacionada à educação de ensino superior no que tange ao parto e nascimento, especialmente na enfermagem, ainda é pouco investigada, o que deixa uma lacuna sobre esta temática. Sendo assim, esta pesquisa teve como objetivo conhecer o ensino de graduação para alunos de enfermagem de escola pública, durante os anos de 1970 e 1980, relativo ao atendimento de mulheres no parto e nascimento de seu filho. Trata-se de pesquisa qualitativa que utilizou o referencial da Nova História, tendo como fonte de dados a história oral e documental. Para coleta dos dados utilizou-se a entrevista semiestruturada e foram entrevistados 12 colaboradores que são egressos da Escola de Enfermagem da UFRGS das décadas de 70 e 80. Os mesmos responderam aos critérios de inclusão e concordaram em participar da pesquisa, sendo realizada a assinatura do Termo de Consentimento Livre e Esclarecido (TCLE). A análise dos dados foi do tipo temática. Os temas oriundos da análise foram: O ensino no cuidado ao recém-nascido: da transição do enfoque fisiológico para o intensivismo e O ensino do parto nas décadas de 70 e 80: o afastamento do fisiológico. Quanto ao cuidado ao recém-nascido houve um afastamento do ensino no que tange aos processos fisiológicos do bebê. Especialmente da década de 80, com a implantação das unidades de neonatologia, o cuidado passou a ser centrado no intensivismo e nas técnicas de atendimento ao recém-nascido grave. Para o ensino do parto observou-se um afastamento do aluno e dos docentes do atendimento à mulher durante o trabalho de parto, especialmente no período expulsivo do parto. Este afastamento foi progressivo e levou o ensino na área obstétrica a ter maior autonomia no puerpério, principalmente em alojamento conjunto. Neste contexto houve também a inserção do Processo de Enfermagem no contexto do ensino, com exigência dos professores para as questões de evolução, anamnese e registros de enfermagem. Portanto, nas décadas de estudo e neste contexto de ensino, nas áreas do parto e nascimento observou-se um afastamento das questões fisiológicas para ênfase no patológico, além do destaque para os registros e Processo de Enfermagem no ensino de graduação.
Abstract The story related to graduation teaching within the labor and birth, especially in nursing, is still very little investigated, which leaves a gap about this thematic. Therefore, this research aimed to understand the teaching to nursing students in public colleges, during the years of 1970 and 1980, related to women's care in labor and birth of their children. It is a qualitative research that used the reference of the New History, having as the datasource the oral and documentary history.For data collection was used the semi-structured interview and were interviewed 12 collaborators who are egresses of the UFRGS School of Nursing of the 70s and 80s. They answered the inclusion criteria and agreed to participate in the research, being realized the signature of the Informed consent form. The data analysis was of thematic type. The themes resulting from the analysis were: The teaching in the care of the newborn: from the transition of a physiological approach to the intensivism and the delivery of the teaching of the labor in the decades of 70 and 80: the departure of the physiological. As to the care for the newborn there was a seclusion in the teaching in relation to the physiological processes of the baby. Especially in the decade of 80, with the implementation of neonatal units, the care became centered in the intensivism and in the care techniques to severe newborn. For the teaching of childbirth it was observed a departure from the students and teachers of women's care during labor, especially in the expulsive period of the delivery. This estrangement was progressive and took the teaching in obstetrics fields to have a greater autonomy in the postpartum period, especially in rooming. In this context there was also the insertion of the Nursing Process in the context of the teaching, with demand from the teachers to the questions of evolution, anamnesis and nursing records. Therefore, in the decades of study and teaching in this context, in the areas of labor and birth there was a departure from the physiological issues to focus on the pathological, in addition to highlighting the records and nursing process in the undergraduate teaching.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/165101
Arquivos Descrição Formato
000993155.pdf (3.176Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.