Repositório Digital

A- A A+

Avaliação da eficiência de remoção de turbidez de um sistema de clarificação

.

Avaliação da eficiência de remoção de turbidez de um sistema de clarificação

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Avaliação da eficiência de remoção de turbidez de um sistema de clarificação
Autor Knevitz, Luciano Acunha
Orientador Cardozo, Nilo Sérgio Medeiros
Data 2017
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Engenharia. Curso de Engenharia Química.
Assunto Engenharia química
Resumo O processo convencional de clarificação de água envolve as etapas de coagulação, floculação e sedimentação. Para realizá-lo, é necessário o uso adequado de insumos químicos, sob pena de obter um processo pobre economicamente. Com o intuito de evitar o desperdício e garantir a qualidade da água tratada na usina termelétrica Sepé Tiaraju, situada na cidade de Canoas-RS, o presente estudo investigou o efeito dos parâmetros de coagulação/floculação no processo de clarificação. O estudo comparou diferentes dosagens do coagulante Cloreto de Polialumínio (PACl) e diferentes valores de pH no processo de coagulação/floculação. A eficiência do tratamento foi avaliada em termos de redução de turbidez residual da água tratada, principal especificação do processo de clarificação na usina. Os experimentos foram conduzidos primeiramente em escala de bancada, usando o Jar Test, e na sequência testes na unidade industrial foram realizados para avaliar a aplicação das condições ótimas previamente determinadas. Os resultados apontaram a faixa de pH próxima à neutralidade (5,5 < pH < 7,5) como região mais favorável para realizar o processo de coagulação/floculação, onde boas eficiências de remoção de turbidez (ERT> 80 %) foram atingidas e sua média foi minimamente afetada pela variação do pH. Em contrapartida, fora desta faixa, os valores de ERT diminuíram acentuadamente quando o pH se afastou dos valores determinados como mais adequados. A pesquisa também indicou o valor de 5 mg/L de dosagem de coagulante PACl como valor mínimo para atender a turbidez requerida da água clarificada (<10 NTU), conferindo uma redução de 29 % na dosagem aplicada na unidade industrial.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/165251
Arquivos Descrição Formato
001045367.pdf (1.007Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.