Repositório Digital

A- A A+

Avaliação da qualidade do ensino de bioquímica em dois cursos de nutrição do sul do país

.

Avaliação da qualidade do ensino de bioquímica em dois cursos de nutrição do sul do país

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Avaliação da qualidade do ensino de bioquímica em dois cursos de nutrição do sul do país
Autor Silveira, Joice Trindade
Orientador Rocha, Joao Batista Teixeira da
Data 2017
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Ciências Básicas da Saúde. Programa de Pós-Graduação em Educação em Ciências: Química da Vida e Saúde.
Assunto Avaliação educacional
Bioquímica
Ensino superior
Nutrição
Qualidade do ensino
Resumo O objetivo deste trabalho foi avaliar a qualidade de ensino de Bioquímica nos cursos de nutrição. A avaliação do ensino pelos alunos é o meio de comunicação destes com o seu curso, porém, no Brasil o tema ainda é pouco estudado. Inicialmente foi realizada uma pesquisa para conhecer o trabalho dentro de sala de aula de professores de Bioquímica, e, em seguida, um estudo sobre o processo de validação de conteúdo. Para a avaliação do ensino pelos alunos utilizou-se uma adaptação do Student Evaluation of Educacional Quality (SEEQ), um instrumento multidimensional utilizado internacionalmente. Para a versão brasileira, o SEEQ passou pelo processo de adaptação cultural, que compreendeu quatro etapas: tradução reversa (back translation), consolidação da revisão preliminar, validação de conteúdo e teste piloto. O instrumento foi reduzido de 35 para 21 itens e apresentou um coeficiente de validade de conteúdo satisfatório (igual ou maior do que 0.80). Após a adaptação, o questionário foi respondido por estudantes de nutrição, matriculados em quatro turmas de Bioquímica (B1, B2, B3 e B4) de duas universidades no Rio Grande do Sul. Cada item do instrumento era avaliado em uma escala Likert de 5 pontos, onde 1 significava discordo completamente – de determinada característica associada a um ensino de qualidade – e 5, concordo completamente. No total, 91 estudantes responderam o questionário. A média entre as 4 turmas foi de 3,89, indicando que os alunos concordam com as características associadas a um ensino de qualidade. As categorias com pontuação mais elevada foram a empatia e a interação com o grupo, e as que tiveram média mais baixa foram avaliação da aprendizagem e atividades extraclasse. As melhores médias foram observadas nas disciplinas mais iniciais dos cursos de graduação. Nas respostas das questões dissertativas, o modo do professor dar aula foi a característica mais destacada. Os estudantes valorizaram a clareza na exposição, a disposição do professor em ensinar e a paciência para repetir quantas vezes forem necessárias. Espera-se que este trabalho apoie docentes e gestores e que cumpra a sua parte na busca de uma melhor qualidade de ensino.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/165274
Arquivos Descrição Formato
001027605.pdf (2.656Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.