Repositório Digital

A- A A+

Análise e quantificação da expressão do mRNA de adiponectina e FOXO1 em tecido adiposo de indivíduos obesos grau III e de não-Obesos

.

Análise e quantificação da expressão do mRNA de adiponectina e FOXO1 em tecido adiposo de indivíduos obesos grau III e de não-Obesos

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Análise e quantificação da expressão do mRNA de adiponectina e FOXO1 em tecido adiposo de indivíduos obesos grau III e de não-Obesos
Autor Hammes, Thais Ortiz
Orientador Guaragna, Regina Maria Vieira da Costa
Co-orientador Almeida, Jussara Carnevale de
Data 2008
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Medicina. Curso de Nutrição.
Assunto Adiponectina
Dieta
Obesidade
Resumo Introdução: O tecido adiposo é responsável pela secreção de inúmeras citocinas (como leptina, adiponectina e resistina) que podem atuar local ou sistemicamente na obesidade e na resistência a ação da insulina. Valores aumentados de adiponectina plasmática estão associados a uma melhora na sensibilidade a ação da insulina e no perfil lipídico sérico. A FOXO1 é um fator de transcrição responsável pela modulação de genes envolvidos na diferenciação, proliferação e sobrevivência celular. A expressão de FOXO1 parece estar associada à expressão de adiponectina devido a sua ação na formação de um complexo promotor da transcrição de adiponectina. Objetivo: Avaliar a expressão relativa de mRNA de adiponectina e FOXO1 em tecidos adiposo visceral e subcutâneo de indivíduos obesos grau III (IMC >=40 kg/m²) e não obesos (IMC <30 kg/m²). Materiais e métodos: Foram coletadas amostras de tecido adiposo (subcutâneo e visceral) de indivíduos obesos por cirurgia bariátrica e de não obesos por cirurgia eletiva. Foram obtidos de prontuário médico os dados bioquímicos (glicose e insulina plasmáticas e perfil lipídico sérico) e antropométricos (peso, altura, circunferência da cintura) dos indivíduos obesos. As amostras coletadas foram imediatamente imersas em TriZol® para a extração de RNA total e posterior síntese de cDNA (método de TriZol®). A quantificação da expressão de mRNA foi feita por qRT-PCR com primers para adiponectina, FOXO1 e beta-2-microglobulina como padrão interno. Resultados: A expressão relativa de mRNA de adiponectina no tecido adiposo visceral em pacientes não obesos foi maior do que em pacientes obesos: 1,016 (0,53 - 2,24) vs 0,111 (0,002 - 0,46); p=0,028. Entretanto, a expressão relativa do mRNA de FOXO1 no mesmo tecido não foi diferente entre os dois grupos de pacientes. Em tecido adiposo subcutâneo, as expressões relativas de mRNA de adiponectina e de FOXO1 não foram diferentes entre os indivíduos não obesos e obesos. Ao comparar a expressão de mRNA entre os tecidos, a expressão de mRNA de FOXO1 foi maior no tecido adiposo subcutâneo do que no tecido visceral, tanto em obesos [1,74 (137 - 2,75) vs 0,81 (0,61 - 1,22), p= 0,004] quanto em não obesos [2,50 (1,52 - 3,33) vs 0,96 (0,64 - 1,89), p= 0,012]. A expressão de mRNA de adiponectina não foi diferente entre os tecidos. A expressão de mRNA de FOXO1 correlacionou-se inversamente com a idade [r = -0,681] e os triglicerídeos séricos [r = -0,758] em obesos (p<0,05 para todas as correlações). Conclusão: A expressão de mRNA de adiponectina e FOXO1 podem estar relacionadas a gênese da obesidade e resistência à ação da insulina.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/16554
Arquivos Descrição Formato
000699400.pdf (186.0Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.