Repositório Digital

A- A A+

Estudo da impregnação a vácuo de trealose como crioprotetor em morangos

.

Estudo da impregnação a vácuo de trealose como crioprotetor em morangos

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Estudo da impregnação a vácuo de trealose como crioprotetor em morangos
Autor Kunsler, Nicole Luíse Froehlich
Orientador Cassini, Aline Schilling
Marczak, Ligia Damasceno Ferreira
Data 2017
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Engenharia. Programa de Pós-Graduação em Engenharia Química.
Assunto Crioprotetor
Dissacarídeos
Morango
[en] Cryoprotector
[en] Strawberry
[en] Trehalose
[en] Vacuum impregnation
Resumo Embora o congelamento apresente vantagens em relação a outros métodos de conservação de alimentos, o mesmo causa alterações sensoriais, principalmente em produtos de origem vegetal. O morango, uma fruta muito apreciada e com formas variadas de consumo, tem comportamento sazonal e apresenta como fator limitante para o congelamento sua estrutura frágil e sensível ao processo, o que causa alterações sensoriais. Tais alterações podem ser minimizadas com a incorporação de crioprotetores, como a trealose, um dissacarídeo que vem se destacando pelo seu efeito crioprotetor em produtos congelados e desidratados. O principal objetivo deste trabalho foi verificar o efeito crioprotetor da trealose incorporada através da impregnação a vácuo em soluções de diferentes concentrações (100, 300 e 500 g/L) em morangos submetidos ao congelamento e descongelamento. As condições de impregnação foram de 5 min, aplicando pressão de -650 mmHg e 10 min de tempo de relaxamento. As alterações provocadas pelo processo de impregnação bem como a verificação do efeito crioprotetor da trealose foram identificadas através de análise de cromatografia líquida de alta eficiência (High Performance Liquid Chromatography- HPLC), análise colorimétrica, análise de textura, determinação do teor de sólidos solúveis, determinação do teor de umidade e perda de massa (perda por gotejamento). Os resultados mostraram que a concentração da solução de trealose exerce influência significativa no teor de umidade, teor de sólidos solúveis e teor de trealose. As amostras tratadas com soluções mais concentradas não sofreram desidratação após descongelamento. O teor de trealose, após descongelamento, permaneceu constante em todas as amostras tratadas. Todas as amostras tiveram a mesma perda de massa após descongelamento (perda por gotejamento), porém a composição da massa diferiu entre elas. Amostras tratadas com a solução mais concentrada perderam sólidos enquanto que as amostras tratadas com a menos concentrada, perderam água. Na análise de textura, a introdução da trealose não influenciou a força máxima de pico nas amostras impregnadas. Após descongelamento, todas as amostras, exceto a tradada com solução de 500 g/L, sofreram amolecimento. A parte externa dos morangos não sofreu alterações de cor devido à introdução da trealose nem devido ao congelamento e descongelamento. Na parte interna dos frutos, ocorreram variações no parâmetro L* devido à impregnação e no parâmetro b*, devido ao congelamento e descongelamento.
Abstract Although freezing offers advantages to others food conservations process, it causes sensorial changes, mostly in vegetables products. The strawberry, a quite appreciated fruit, shows different ways of use, has seasonal behavior and is limited to freezing due the sensorial changes caused by its fragile structure to freezing process. These sensorial changes can be minimized by the incorporation of cryoprotectors, as trehalose, that is known by its cryoprotector effect during freezing and dehydration. The aim of this work was to verify the trehalose cryoprotector effect in frozen and thawed strawberries introduced by vacuum impregnation with different solutions (100, 300 and 500 g/L). The impregnation conditions were 5 min of applying pressure of -650 mmHg and after atmospheric pressure was restored, the sample was maintained within the solution for 10 min (these conditions were obtained from previous experiments). The alterations caused by the vacuum impregnation and the verification of the cryoprotector effect of trehalose were identified by High Performance Liquid Chromatography (HPLC), color analysis, texture analysis, soluble solids content, moisture content and drip loss. The results have shown that concentration of the trehalose solution had a significant influence on the moisture content, soluble solids and trehalose content of impregnated strawberries. The samples treated with more concentration solutions did not dehydrated after thawing. The trehalose content was the same in all treated samples after thawing. All the samples showed the same drip loss due to thawing although the composition of the mass was different among the samples. Samples treated with the most concentration solution lost trehalose while the sample treated with the least concentration solutions lost water. The introduction of trehalose did not affect the maximum peak force of the impregnated samples. The freezing and the thawing process caused the softening of the samples. This effect was not observed on the sample treated with solution of 500 g/L. The introduction of trehalose did not cause significant differences in all color parameters measured on the outside of the strawberries after impregnation and thawing. In the inside of the samples, there were variation in the L* parameter caused by the vacuum impregnations and in the b* parameter caused by the freezing and thawing process.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/165624
Arquivos Descrição Formato
001045989.pdf (2.513Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.