Repositório Digital

A- A A+

Assinatura digital em biópsias de câncer de reto

.

Assinatura digital em biópsias de câncer de reto

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Assinatura digital em biópsias de câncer de reto
Autor Amaral, Roberto
Orientador Moreira, Luis Fernando
Data 2008
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Medicina. Programa de Pós-Graduação em Medicina: Ciências Cirúrgicas.
Assunto Adenocarcinoma
Biópsia
Diagnóstico por imagem
Neoplasias retais
Prognóstico
Resumo O carcinoma colorretal, dentre os tumores malignos, é a terceira causa de morte no mundo ocidental. A localização retal da doença gira em torno de 25 a 30% dos casos. No Brasil, ocupa a quarta posição em número de casos incidentes. Os melhores fatores prognósticos dependem da avaliação histopatológica (TNM ou Dukes e modificações) reforçando a necessidade de se investigar fatores prognósticos efetivos ainda na fase pré-operatória. Estudos anteriores demonstraram que a assinatura digital obtida a partir de peças cirúrgicas claramente caracterizava o adenocarcinoma de reto e que esta assinatura guardava valor prognóstico independente para desfechos clínicos. O presente estudo avaliou a hipótese de a assinatura digital e a assinatura nuclear média de biópsias de lesões histologicamente caracterizadas como adenocarcinoma de reto serem representativas das peças cirúrgicas dos tumores correspondentes permitindo sua utilização já na fase pré-operatória. Foram analisados 7113 núcleos obtidos das peças cirúrgicas de 51 casos de adenocarcinoma primário de reto, de biópsias colonoscópicas correspondentes e de 22 controles (tecido de reto normal) pertencentes ao banco de dados atualizado do grupo de pesquisa de Cirurgia Oncológica Gastrointestinal (Southern Surgical Oncology Group; COG/SSOG) do Programa de Pós-Graduação em Medicina: Ciências Cirúrgicas da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre. A partir deste banco, os dados foram analisados nos seguintes grupos: biópsias colonoscópicas (biópsias), peças cirúrgicas correspondentes a estas biópsias (peças cirúrgicas das biópsias), todas as peças cirúrgicas do banco original (peças cirúrgicas do banco) e controles normais (controles). Na análise das principais características da assinatura digital do adenocarcinoma de reto, o grupo biópsias foi estatisticamente diferente do grupo controle, área (p= 0,012), DOT (p= 0,000) e granularidade (p= 0,03); assim como para a assinatura nuclear média (10,09 vs 0,864; p= 0,000). Quando a assinatura digital do grupo biópsias foi comparada com a do grupo peças cirúrgicas das biópsias, não houve diferença estatística nas características DOT (p= 0,11) e granularidade (p= 0,47) enquanto a avaliação pelo TEP (tamanho do efeito padronizado) não mostrou nenhuma diferença estatística nas três características estudadas. Na comparação do grupo biópsias com o grupo peças cirúrgicas do banco, as características área e DOT diferiram estatisticamente (área p= 0,00 e DOT p= 0,01). No entanto, nenhuma diferença estatisticamente significativa foi observada na comparação das assinaturas nucleares médias. O estudo demonstrou que biópsias colonoscópicas de adenocarcinoma de reto são diferentes, pela análise da assinatura digital e seus componentes, de tecido de reto normal. Ao mesmo tempo, pelas mesmas variáveis, guardam relação com as peças cirúrgicas de onde foram extraídas bem como com aquelas constituintes do banco de dados original podendo ser utilizadas na fase pré-operatória como fator prognóstico adicional para melhor determinar conduta no tratamento do câncer primário de reto.
Abstract The colorectal carcinoma is one of the most common malignant tumors in the western world, being the third cause of death in these continents and showing the rectal site in approximately 25% to 30% of the cases. The best prognostic factors for rectal tumors depend on the histopathologic evaluation (TNM or Dukes and its modifications) reinforcing the need for searching effective prognostic factors in the preoperative stage yet. Our previous studies have demonstrated that digital signature, obtained from surgical specimens, has shown independent prognostic value for clinical outcomes and depicted nuclear area, total optic density (OD) and clumpness as the main characteristics of this signature. In this study we attempted to demonstrate that the digital signature of preoperative colonoscopic tumor biopsies would resemble the digital signature of surgical specimen counterparts, i. e., from resected tumors where those biopsies were taken from. High-resolution imagery of 7113 nuclei was digitally recorded from 22 biopsy samples of normal rectal tissues and from 51 surgical specimens of rectal cancer (including 12 biopsy samples counterparts). The three main characteristics (area, optical density and clumpness) descriptive of the spatial and statistical distribution of nuclear texture for rectal cancer were computed for each nucleus according to TICAS system for cell identification. From this database tumor biopsies (biopsy), biopsy surgical specimen counterparts (biopsy specimen), surgical specimens of the whole database bank (surgical specimen) and normal rectal biopsies (controls) were compared. Digital signature and average nuclear signature (P= 0.000) of the tumor biopsy group were significantly different from controls. When nuclear characteristics and digital signatures were compared between the biopsy and the biopsy specimen groups, the OD and clumpness characteristics (P= 0.11; P= 0.47) as well as the standardized difference (effect-size) have not shown any statistical difference. Also, when comparing the average nuclear signatures of the surgical specimen group with the tumor biopsy group no statistical difference was observed. Considering these results it can be assumed that nuclear characteristics of the digital signatures and the average nuclear signatures of biopsies, histologically characterized as rectal cancer, can consistently represent the surgical specimen counterparts and can be used as an additional preoperative prognostic factor aiming to better define treatment approach on rectal cancer.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/16563
Arquivos Descrição Formato
000704426.pdf (2.122Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.