Repositório Digital

A- A A+

Administração perioperatória de simbióticos em de pacientes com câncer coloretal [sic] reduz a incidência de infecções pós-operatórias : ensaio clínico randomizado duplo-cego

.

Administração perioperatória de simbióticos em de pacientes com câncer coloretal [sic] reduz a incidência de infecções pós-operatórias : ensaio clínico randomizado duplo-cego

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Administração perioperatória de simbióticos em de pacientes com câncer coloretal [sic] reduz a incidência de infecções pós-operatórias : ensaio clínico randomizado duplo-cego
Autor Taborda, Aline Gamarra
Orientador Damin, Daniel de Carvalho
Data 2016
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Medicina. Programa de Pós-Graduação em Medicina: Ciências Cirúrgicas.
Assunto Complicações pós-operatórias
Infecção
Neoplasias colorretais
Simbióticos
Resumo A cirurgia é ainda o principal tratamento para os pacientes com câncer de cólon e reto. Apesar de inúmeros e recentes avanços técnicos na cirurgia do intestino grosso, a infecção pós-operatória se constitui na complicação mais frequente deste tipo de procedimento. Há, portanto, necessidade de implementação de novas estratégias para redução da incidência e gravidade das infecções pós-operatórias, particularmente a infecção de sítio círurgico (ISC). Neste contexto, os agentes simbióticos, que combinam a ação de agentes prébióticos com probióticos têm sido estudados. Tendo em vista o número limitado de estudos avaliando o uso de simbióticos em cirurgia colorretal, o presente estudo foi planejado para estudar prospectivamente o efeito destes compostos administrados no período perioperatório a pacientes com diagnóstico de câncer colorretal no que se refere a incidência de infecções tanto de sítio cirúrgico como remotas. Foi realizadoo um ensaio clínico randomizado duplo cego, que incluiu 91 pacientes (49 no grupo de simbióticos e 42 no grupo de controle) que consumiram 1 sache 2x ao dia dos compostos durante 5 dias pré operatorios e 14 pós operatorio. A infecção em ferida pós - opertória ocorreu em 1 (2,0%) paciente no grupo de simbióticos e em 9 (18,3%) dos pacientes no grupo de controle (p = 0,002). Três casos de abscesso intra-abdominal e quatro casos de pneumonia foram diagnosticados no grupo controle, enquanto nenhuma dessas infecções foi observada em pacientes que receberam simbióticos (p = 0,001). Nossos dados demonstram que a administração perioperatória de simbióticos reduziu as taxas de infecção em pós-operatórios de pacientes com câncer colorretal.
Abstract Surgery remains the primary treatment for patients with colon and rectal cancer. Although several technical advances have been implemented in colorectal surgery, postoperative infection remains its most frequent surgical complication. Thus, there is a need to implement new strategies to reduce the incidence and severity of post-operative infections related to these surgical procedures. In this context, the synbiotic agents that combine the action of prebiotic agents (nutritional nondigestible ingredients) with probiotics (live microorganisms that can provide health benefits to the host) have been investigated. Synbiotics reduce infections through multifactorial mechanisms, including modification of the physico-chemical conditions of the colon and the metabolism of the intestinal microbiota, increased production of short chain fatty acids (SCFA) and better immune response. Due to the limited number of studies evaluating the use of symbionts in colorectal surgery, this study was designed to prospectively study the clinical effect of the perioperative use of synbiotics in patients with colorectal cancer. A randomized double blind clinical trial was conducted, including 91 patients (49 in the synbiotic group and 42 in the control group). Surgical site infection occurred in 1 (2.0%) patients in synbiotic and 9 (18.3%) in patiens in the control group (p = 0.002). Three cases of intra-abdominal abscess, and four cases of pneumonia were diagnosed in the control group, while none of these infections was observed in patients who received synbiotics (p = 0.001). Our data demonstrate that perioperative administration of Symbiotic reduces rates of postoperative infection in patients with colorectal cancer.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/165663
Arquivos Descrição Formato
001045592.pdf (1.219Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.