Repositório Digital

A- A A+

Rangeliosis: histopathological analysis, hematology and molecular detection of canine Rangelia vitalii in Rio Grande do Sul, Brazil

.

Rangeliosis: histopathological analysis, hematology and molecular detection of canine Rangelia vitalii in Rio Grande do Sul, Brazil

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Rangeliosis: histopathological analysis, hematology and molecular detection of canine Rangelia vitalii in Rio Grande do Sul, Brazil
Outro título Rangeliose: achados anatomopatológicos, hematológicos e detecção molecular de Rangelia vitalii em cães no Rio Grande do Sul, Brasil
Autor Fredo, Gabriela
Leite Filho, Ronaldo Viana
Pietzsch, Camila de Ávila
Andrade, Caroline Pinto de
Duda, Naila Cristina Blatt
Nascimento, L.C.
Valle, Stella de Faria
Soares, João Fábio
Sonne, Luciana
Abstract In the period from January 2004 to December 2015, 56 dogs were diagnosed with rangeliosis in the Setor de Patologia Veterinária at Universidade Federal do Rio Grande do Sul (SPV-UFRGS). The main hematological abnormalities were thrombocytopenia and anemia. The affected dogs showed signs of apathy, anorexia, fetid and bloody diarrhea, vomiting, and dehydration. At necropsy, the main changes were jaundice, splenomegaly, hepatomegaly, and lymphadenomegaly. Histological analyses revealed parasitophorous vacuoles of Rangelia vitalii in cytoplasmic endothelial cells, mainly in the heart, kidneys, lymph nodes, intestines, and pancreas. Inflammation characterized by mononuclear cells was predominant in the analysis, and most was due to the presence of plasma cells. Other lesion types observed were lymphoid hyperplasia, extramedullary hematopoiesis, erythrophagocytosis, and erythroid lineage hyperplasia in bone marrow. Of the total number of animals, 49 were diagnosed using necropsy and histological analysis, and seven were diagnosed using a molecular analysis (i.e., PCR and genetic sequencing of blood samples). This paper presented a different method of diagnosing rangeliosis in canines. This approach involved histological methods including the quantification and determination of the intensity and distribution of the infectious agent in different organs.
Resumo No período de janeiro de 2004 a dezembro de 2015, 56 caninos domésticos obtiveram o diagnóstico de rangeliose no Setor de Patologia Veterinária da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Os cães apresentaram sinais de apatia, anorexia, diarreia fétida e sanguinolenta, êmese e desidratação. As principais alterações hematológicas foram trombocitopenia e anemia. Na necropsia as principais alterações foram icterícia, esplenomegalia, hepatomegalia e linfadenomegalia. Na análise histológica observou-se vacúolos parasitóforos de Rangelia vitalii no citoplasma de células endoteliais, principalmente no coração, rins, linfonodos, intestinos e pâncreas. A inflamação mononuclear foi predominante na análise, sendo que a maioria deu-se pela presença de plasmócitos. Entre outras lesões frequentemente observadas estão hiperplasia linfoide, hematopoiese extramedular e eritrofagocitose, e hiperplasia de linhagem eritroide em medula óssea. Do total, 49 cães foram diagnosticados através de necropsia e análise histológica, e 7 animais através de análise molecular da PCR e sequenciamento genético de amostras de sangue. Este trabalho apresenta um diagnóstico diferencial de rangeliose em caninos, através do método histológico de quantificação e determinação de intensidade e distribuição do agente em diferentes órgãos.
Contido em Ciência rural. Santa Maria. Vol. 47, n. 10 (ago. 2017), [9p.]
Assunto Cães
Hemoparasitose : Animais domésticos
Rangelia vitalli : Nambiuvú
[en] Canids
[en] Hemoparasite
[en] Nambyuvú
[en] Rangella vitalli
[en] Rangellosis
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/166183
Arquivos Descrição Formato
001045991.pdf (578.8Kb) Texto completo (inglês) Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.