Repositório Digital

A- A A+

Equine nasopharyngeal cryptococcoma due to Cryptococcus gattii

.

Equine nasopharyngeal cryptococcoma due to Cryptococcus gattii

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Equine nasopharyngeal cryptococcoma due to Cryptococcus gattii
Outro título Criptocoma nasofaríngeo equino devido a Cryptococcus gattii
Autor Cruz, Raquel Aparecida Sales da
Reis, Matheus de O.
Leite Filho, Ronaldo Viana
Gonçalves, Maiara Aline
Spanamberg, Andréia
Sonne, Luciana
Ferreiro, Laerte
Pavarini, Saulo Petinatti
Driemeier, David
Abstract Cryptococcus gattii is often associated with pulmonary and systemic infections in humans and animals. In this research we report a case of nasopharyngeal cryptococoma caused by C. gatti in an equine. A 10-year-old mare presented a mass obstructing the oropharynx. Macroscopically the mass was asymmetric, and was attached to the ethmoidal sinuses and obstructed the oropharynx. Histopathological examination of the mass revealed multiple yeast cells ranging from spherical to oval, 4-8μm in diameter, with some of them showing narrow base polar budding. Cryptococcus gattii growth in mycological culture (Sabouraud Dextrose Agar) and was L-canavanine-glycine-bromothymol blue Agar positive. The molecular identification confirmed the isolate as C. gattii by means of the amplification of universal primers. C. gattii is considered an emerging fungal agent, as it affects human and animals and does not respond efficiently to commonly established treatments.
Resumo Cryptococcus gattii é frequentemente associada a infecções pulmonares e sistêmicas em humanos e animais. Neste relato descrevese um caso de criptococoma nasofaríngeo por C. gatti em um equino. Uma égua de 10 anos, apresentou uma massa obstruindo a orofaringe. Macroscopicamente a massa era assimétrica, e estava aderida aos seios etmoidais obstruindo a orofaringe. O exame histopatológico da massa revelou múltiplas células leveduriformes variando de esféricas a ovais, de 4-8μm de diâmetro, com algumas delas apresentando brotação polar de base estreita. Cryptococcus gattii foi isolado na cultura micológica (Ágar sabouraud dextrose) e foi positivo no Ágar L-canavaninaglicina-azul de bromotimol. A identificação molecular confirmou o isolado como C. gattii por meio da amplificação de primers universais. O diagnóstico de criptococoma por C. gattii nasofaríngeo foi baseado nos sinais clínicos, achados macroscópicos, lesões histológicas, cultura micológica e Reação em Cadeia da Polimerase. O C. gattii é considerado um agente fúngico emergente, pois acometendo humanos e animais, não respondendo com eficiência aos tratamentos comumente estabelecidos.
Contido em Ciência rural. Santa Maria. Vol. 47, n. 10 (ago. 2017), [5p.]
Assunto Criptococose
Cryptococcus gattii
Equinos
[en] Cryptococcus gaittii
[en] Crytococcosts
[en] Equine
[en] Mycituc diseases
[en] PCR
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/166192
Arquivos Descrição Formato
001045992.pdf (1.264Mb) Texto completo (inglês) Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.