Repositório Digital

A- A A+

Indústrias criativas e novas tendências do mercado de trabalho : uma análise do modelo britânico

.

Indústrias criativas e novas tendências do mercado de trabalho : uma análise do modelo britânico

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Indústrias criativas e novas tendências do mercado de trabalho : uma análise do modelo britânico
Autor Cauzzi, Camila Lohmann
Orientador Valiati, Leandro
Data 2016
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Ciências Econômicas. Curso de Ciências Econômicas.
Assunto Economia
[en] Creative economy
[en] Creative industries
[en] Creative labor
[en] Post-Fordism
Resumo A partir das mudanças nas organizações de produção características do paradigma pósfordista, surgiram as discussões sobre a importância do conhecimento e da criatividade no processo de trabalho. Nesse contexto, estão inseridas as indústrias criativas, terminologia adotada no início dos anos 1990, que marcou uma reorientação das políticas públicas, previamente assentadas na cultura, passando a incluir, nesse escopo, a participação de setores ligados às tecnologias de informação e voltando seus objetivos a fatores de natureza econômica. Neste trabalho, apresentamos, de forma detalhada, o novo modelo britânico de definição das indústrias criativas, comparando-o com os demais modelos existentes e analisando os dados mais recentes desenvolvidos com essa metodologia. No Reino Unido, a força de trabalho das indústrias criativas apresentou crescimento mais acentuado do que o total de trabalhadores da economia britânica; o mesmo comportamento ocorreu com o valor adicionado oriundo dessas indústrias, em relação ao total, nos últimos cinco anos disponíveis na amostra. Os trabalhadores criativos do Reino Unido possuem altos níveis de qualificação e posições socioeconômicas privilegiadas, estando concentrados geograficamente na Inglaterra, principalmente na cidade de Londres. Concluímos que o modelo do Reino Unido é o mais adequado para o contexto econômico e organizacional da economia criativa, sendo capaz de captar esse processo em toda a atividade econômica, além de classificar, de forma distinta, aquelas indústrias que são mais intensivas em trabalhadores criativos; também defendemos, nesse trabalho, que a metodologia britânica é transparente e consistente, podendo ser aplicada nos dados de outros países, de modo a atuar como um eficiente instrumento de política pública para outras economias e contextos.
Abstract The discussion on the importance of knowledge and creativity in the work process emerged from the change in production organization led by the post-Fordism paradigm. The terminology of the creative industries, included in this context, represented a shift in public policy orientations in the mid-1990's, from policy based on cultural matters, to more economicoriented ones (including, in the scope, sectors related to information and communication technology). This work presents the new British model of definition of the creative industries and analyzes the most recent data available developed through this methodology. In the United Kingdom, the creative industries workforce experienced a more intense growth than the total of British workers; the same type of behavior happened in the indicators concerning valueadded of these industries. This labor force shows high levels of qualification and privileged socio-economic positions and are highly concentrated in England - especially in the city of London. We consider the British model as the most adequate for the economic and organizational context of creative economy, since it is capable of capturing this process in every economic activity, besides defining as distinct those industries which are intensive in creative work. We also uphold that the methodology used by the United Kingdom is transparent and consistent and can be applied in other countries' data, in order to operate as an efficient instrument for public policy in other economies and contexts.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/167241
Arquivos Descrição Formato
001020148.pdf (1.133Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.