Repositório Digital

A- A A+

A inflação brasileira : debates teóricos e evidências empíricas (1995-2015)

.

A inflação brasileira : debates teóricos e evidências empíricas (1995-2015)

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título A inflação brasileira : debates teóricos e evidências empíricas (1995-2015)
Autor Agostini, Daniela Jamardo
Orientador Milan, Marcelo
Data 2016
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Ciências Econômicas. Curso de Ciências Econômicas.
Assunto Economia
[en] Brazil
[en] Exchange rate
[en] Heterodoxy
[en] Inflation
[en] Orthodoxy
Resumo A inflação é um fenômeno econômico cuja origem causa divergências profundas entre os economistas. A escola de pensamento ortodoxo entende a causa da inflação como um fenômeno monetário, e sendo a moeda neutra na economia, a inflação não causaria impactos no lado real da economia. Por outro lado, a escola de pensamento heterodoxo acredita que a moeda não é neutra, portanto as causas da inflação são também relacionadas a variáveis reais . Este trabalho busca entender como é composta a inflação brasileira, bem como quais variáveis são determinantes da inflação durante o período pós-Plano Real, de 1995 até 2015. Para isso são feitas correlações entre as variáveis de maneira a observar quais apresentam maior intensidade e se sua relação é direta ou indireta. Os resultados apontam para uma importância significativa do câmbio na determinação da inflação brasileira, via repasse cambial. Há um destaque no papel do mark up na composição da inflação, o que indica um poder de monopólio ou oligopólio das empresas no Brasil. Não é possível afirmar qual teoria é mais relevante, pois ambas são importantes para o debate desse problema que, de maneira geral, ainda não foi solucionado.
Abstract Inflation is an economic phenomenon whose origins cause profound divergences between economists. The orthodox school sees the inflation as a monetary phenomenon, and since money is neutral in the economy, inflation would not cause impacts on the real side of economics. On the other hand, the heterodox school believes that money is not neutral, thus the causes of inflation would also be related to real variables. This paper seeks to understand how Brazilian inflation is composed, and what variables are its determinant, during the post Plano Real period, from 1995 to 2015. Correlations between variables are made with the aim to observe which ones have greater intensity to inflation and if its relation is direct or indirect. Results show a significant importance of exchange rate on the determination of Brazilian inflation, via exchange-rate pass-through. It is also worth noticing the role of the “mark up” on the composition of inflation, which indicates a monopolized power or an “oligopoly” of Brazilian companies. It is not possible to state what theory is more relevant though, since both are important to the debate of this problem that, in general, is still not solved.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/167257
Arquivos Descrição Formato
001020152.pdf (1.127Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.