Repositório Digital

A- A A+

Desenvolvimento da proficiência escrita em inglês especializado : um estudo de corpus de abstracts em ciências da saúde

.

Desenvolvimento da proficiência escrita em inglês especializado : um estudo de corpus de abstracts em ciências da saúde

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Desenvolvimento da proficiência escrita em inglês especializado : um estudo de corpus de abstracts em ciências da saúde
Outro título Promoting proficiency in abstract writing : a corpus-driven study in health sciences
Autor Freitas, Ana Luiza Pires de
Finatto, Maria José Bocorny
Resumo Este artigo apresenta um projeto de pesquisa de doutorado em curso e o respectivo estudo piloto sobre o desenvolvimento da proficiência escrita em língua inglesa a partir da produção de abstracts de textos de autoria de estudantes universitários e pesquisadores do campo de Ciências da Saúde com base no uso de itens lexicais. O estudo piloto manipula 112 textos de periódicos internacionais especializados, totalizando 30.371 palavras e 159 textos, incluindo publicações em periódicos internacionais e manuscritos inéditos, produzidos em universidades brasileiras, perfazendo 30394 palavras. O corpus foi analisado através do software Antconc (ANTHONY, 2011) pela função clusters/n-grams, buscando-se ocorrências de pacotes de 4 quatro palavras gráficas. Os resultados da amostra sugerem que os autores brasileiros tendem a se apoiar mais em estruturas pré-fabricadas para construir o discurso acadêmico, divergem do padrão estrutural ao empregarem a mesma frequência de pacotes lexicais e frasais, bem como tendem a adotar expressões que funcionalmente se relacionam à pesquisa e ao texto, mas não ao leitor. Tais constatações preliminares carecem de maior averiguação através do estudo completo, que cotejará um acervo de dados três vezes mais extenso.
Abstract This article introduces a pilot study and the central arguments of an ongoing PhD dissertation on the topic of written proficiency enhancement in English as an additional language based on the use of repeated lexical forms in the production of abstracts in academic texts by students and researchers in the field of health sciences. The empirical study explores 112 texts from international journals adding up to 30371 tokens and 159 texts produced in Brazilian universities amounting 30394 tokens. The texts were run through the Antconc Software (ANTHONY, 2011) in its n-grams/clusters feature, so as to track down 4 graphic word-occurences of lexical bundles. The outcomes suggest that when producing their texts Brazilian authors tend to find support in a more abundant use of lexical bundles than the international researchers do. National researchers also diverge from the standard structural pattern by adopting the same rate of lexical and structural bundles. Furthermore as they seem to favor the use of extended collocations that fuctionally relate to research and textual aspects, rather than to the reader. Such preliminary findings should be viewed with caution, as they need further investigation in the complete study which will deal with three times more data than this trial did.
Contido em Entrelinhas. São Leopoldo, RS. Vol. 9, n. 2 (jul./dez. 2015), p. 234-266
Assunto Ciências da saúde
Linguagem especializada
Língua inglesa
Lingüística de corpus
Produção textual
[en] Abstract
[en] Academic writing
[en] Corpus linguistics
[en] English for specific purposes
[en] Health sciences
[en] Lexical bundles
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/167277
Arquivos Descrição Formato
001047514.pdf (800.8Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.