Repositório Digital

A- A A+

A economia da felicidade e a retomada da psicologia como marco teórico na economia : uma análise

.

A economia da felicidade e a retomada da psicologia como marco teórico na economia : uma análise

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título A economia da felicidade e a retomada da psicologia como marco teórico na economia : uma análise
Autor Amaral, Willians Bernardino do
Orientador Florissi, Stefano
Data 2016
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Ciências Econômicas. Curso de Ciências Econômicas.
Assunto Desemprego
Economia comportamental
Mercado financeiro
[en] Behavioral economics
[en] Economics Of happiness
[en] Public policy
[en] Welfare
[en] Wellbeing
Resumo Este trabalho se propõe a demonstrar o mérito no uso do Bem-Estar Subjetivo, da Felicidade e da Satisfação como medidas adicionais que possam gerar informações que agreguem no desenvolvimento econômico-social e das políticas públicas através da nova economia comportamental e da economia da felicidade, e a possibilidade de fazer isso sem comprometer a validação científica. Temos hoje um século onde os formuladores de políticas públicas assumiram que progresso econômico contínuo incorpora o significado primário pelo qual um objetivo pode ser alcançado, também, quase um século do abandono da ciência da psicologia dentro dos pressupostos da economia, dando total vasão ao pensamento racionalista, que por sua vez, deu aos indicadores econômicos como PIB e suas várias proxies econométricas um imenso peso. É muito recente o movimento qual da força às vozes que tem se levantado contra a ênfase quase que total em resultados econômicos; e métodos alternativos para definir e medir o bem-estar humano tem sido propostos, seja através da economia da felicidade ou da economia comportamental.
Abstract This study aims to demonstrate the merit in using the Subjective Well-Being, Happiness and Satisfaction as additional measures that can generate information that add in the economic and social development and public policy through new Behavioral Economics and Economics of Happiness, and the ability to do this without compromising the scientific validation. We now have a century where policymakers assumed that continued economic progress incorporates the primary means by which a goal can be achieved, too, almost a century that the science of psychology abandonment within the assumptions of the economy, giving full arterial runoff to rationalist thought, which in turn, gave the economic indicators such as GDP and its various econometric proxies an immense weight. It is very recent movement which strength to voices that have risen up against the emphasis almost complete in economic results; and alternative methods to define and measure human well-being has been proposed, either through Economy of Happiness or Behavioral Economics.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/167305
Arquivos Descrição Formato
001019741.pdf (376.3Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.