Repositório Digital

A- A A+

Acesso a atenção primária em Porto Alegre : perspectiva do usuário

.

Acesso a atenção primária em Porto Alegre : perspectiva do usuário

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Acesso a atenção primária em Porto Alegre : perspectiva do usuário
Autor Bulgarelli, Patricia Távora
Orientador Santos, Camila Mello dos
Data 2017
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Enfermagem. Programa de Pós-Graduação em Saúde Coletiva.
Assunto Acesso aos serviços de saúde
Atenção primária à saúde
Avaliação em saúde
Sistema Único de Saúde
[en] Health Services Accessibility
[en] Health Services Research
[en] Primary Health Care
[en] Unified Health System
Resumo Introdução: A Atenção Primária à Saúde (APS) constitui-se como uma estratégia capaz de ofertar serviços de saúde de maneira equânime e eficiente para ordenar o acesso ao usuário. É compreendida como a coordenadora da rede assistencial da saúde. Dentro das premissas da APS, tem-se que o acesso na condição de primeiro contato que corresponde à utilização e a acessibilidade aos serviços de saúde pelos usuários em um espaço de cuidado para cada novo problema ou mesmo um novo episódio de um problema já existente. Deste modo, a perspectiva do usuário é uma importante forma de informação para construção de avaliações do processo do cuidado, bem como dos resultados obtidos com a aplicabilidade de certos modelos assistenciais. Objetivo: analisar o acesso aos serviços de Atenção Primária à Saúde por meio da percepção do usuário adulto no município de Porto Alegre/RS. Metodologia: trata-se de um estudo de base populacional realizado com usuários dos serviços de saúde em três Gerências Distritais de Porto Alegre no período de setembro de 2016 a maio de 2017. A amostra foi composta por indivíduos adultos, com idade mínima de 18 anos, residentes nas áreas cobertas pela rede pública de atenção primária à saúde do município em questão. A amostra foi estimada considerando a prevalência de 42,4% do atributo acesso, conforme aferido entre usuários de serviços de APS e moradores da área coberta pela Gerência Distrital Partenon-Lomba do Pinheiro no ano de 2012, medida por meio do Primary Care Assessment Tool/PCATool-Brasil em estudos prévios. O tamanho final da amostra foi de 214 usuários. Os dados foram coletados através de um questionário construído para este estudo com atributo acesso do PCATool-Brasil versão usuários adultos, da Pesquisa Nacional de Saúde (PNS) e da Pesquisa Nacional de Amostra por Domicílio (PNAD). Os dados foram analisados com o auxílio do software SPSS v.21 (Chicago: SPSS) onde foram realizados testes Anova, do qui-quadrado e test t-student. Resultados: 66,0% dos entrevistados eram mulheres, com a faixa etária de 60 anos ou mais (68,6%), com escolaridade do ensino fundamental ao médio (68,5%), casada (64,2%) e cor autodeclarada branca (59,8%). A distribuição média dos atributos acesso da APS em relação aos usuários que utilizam as Unidades de Saúde foram insatisfatórios. Houve associação entre a variável faixa etária de 60 anos ou mais com o atributo Acesso de Primeiro Contato/Utilização e, também, com o Escore Acesso, sugerindo assim, que idosos que acessam o serviço, qualificaram os referidos atributos como satisfatórios. Conclusão: este estudo apresenta a importância de se analisar dados sociodemográficos para o funcionamento da APS e mostra que o município deve direcionar esforços para a parcela da população que apresentou o Acesso como um atributo insatisfatório. O presente estudo, também, apresenta informações potencialmente úteis para a gestão municipal do Sistema Único de Saúde (SUS) no intuito de buscar melhorias e qualificação do acesso aos serviços de saúde.
Abstract Introduction: The Primary Health Care (PHC) consisted in a strategy capable to offer health services in an equitable and efficient way to order access to the user. PHC is understood as the coordinator of the healthcare network. Within the assumptions of PHC, access is the first contact condition and corresponds to the use and to the accessibility to health services. It happens in health care spaces for each new problem or even in a new episode of an existing problem. Thus, the users perspective is an important form of information for the construction of assessments of the care process, as well as the obtained results with the applicability of certain care models. Objective: The objective of this study is to analyze the access to Primary Health Care services by means of the adult user perception in the city of Porto Alegre/RS. Methodology: This is a population-based study carried out with users of health service in three administrative-districts in Porto Alegre in the period of September 2016 to May 2017. The studied sample consisted of adult individuals, with a minimum age of 18 years, living in the areas covered by the primary health care public network of the city. This sample was estimated considering 42.4% of the attribute access, as measured between users of PHC services and residents of the area covered by the Partenon-Lomba do Pinheiro District Area in the year 2012, as attribute access by Primary Care Assessment Tool/PCATool-Brazil in previous studies. The final sample size was 214 users. Data were collected through a questionnaire constructed for this study with fragments of PCATool-Brazil adult version, the National Health Research (Acronym in Portuguese is PNS) and the National Sample Survey per Household (Acronym in Portuguese is PNAD). Data were analyzed using SPSS software v.21 (Chicago: SPSS) where were performed Anova, chi-square and t-student tests. Results: 66.0% of the interviewees were women, aged 60 years or more (68.6%), 68.5% from elementary to high school level, married (64.2%) and white self-declared color (59.8%). The average distribution of the PHC access attributes regarding Health Units user's were unsatisfactory. There was an association between the variable age range aged 60 years or more with the First Contact Access/Utilization attribute and, also, with the Access Score, suggesting that elderly, who access the service, qualified it as satisfactory attributes. Conclusion: This study presents the importance of analyzing sociodemographic data for the functioning of PHC and shows that the studied city should direct efforts to the part of the population that presented Access attribute as unsatisfactory. The present study also presents potentially useful information for Unified Health Services (Acronym in Portuguese is SUS) management in order to seek improvements and qualification of access to health services.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/168606
Arquivos Descrição Formato
001048380.pdf (1.901Mb) Texto parcial Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.