Repositório Digital

A- A A+

A economia política do Sistema Monetário Internacional : desenvolvimento desigual e combinado e capitalismo mundial

.

A economia política do Sistema Monetário Internacional : desenvolvimento desigual e combinado e capitalismo mundial

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título A economia política do Sistema Monetário Internacional : desenvolvimento desigual e combinado e capitalismo mundial
Autor Marques, Pedro Romero
Orientador Milan, Marcelo
Data 2017
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Ciências Econômicas. Programa de Pós-Graduação em Estudos Estratégicos Internacionais.
Assunto Capitalismo
Economia política
Marxismo
Sistema Monetário Internacional
[en] Capital
[en] International Monetary System
[en] Marx
[en] State
[en] Uneven and combined development
Resumo A presente dissertação tem como objetivo investigar, com base no materialismo histórico, as forças sociais que condicionam a realização do capitalismo enquanto um modo de produção mundial e que determinam, por conseguinte, as manifestações peculiares de sua ocorrência, neste caso, o sistema monetário internacional. Procura-se responder como o funcionamento da economia mundial capitalista e, por conseguinte, do sistema monetário internacional, pode ser compreendido a partir de uma interação orgânica entre Estado e capital, levando em consideração a complexidade imbuída na relação entre essas categorias. A hipótese aqui proposta é de que duas contradições ou leis gerais condicionam essa conexão no que diz respeito ao modo de produção capitalista e cumprem, dessa forma, um papel fundamental na explicação da dinâmica da economia mundial capitalista e do funcionamento do sistema monetário internacional. A primeira é a condição desigual e combinada do desenvolvimento social material, cuja manifestação completa só seria verificável na realização de uma economia mundial capitalista – quando o intercâmbio é generalizado, a produção material é integrada e especializada e o dinheiro assume papel de equivalente geral universal. A segunda, que aparece como decorrência da primeira, sugere que a essência e a dinâmica da economia mundial capitalista seriam condicionadas pela tensão entre a lógica universal do capital e a lógica dos capitalismos nacionais, as quais estão associadas, respectivamente, à essência da acumulação de capital e aos limites que as realidades políticas particulares impõem sobre esta. Por ser relacionada tanto à circulação de mercadorias no capitalismo quanto à macrounidade política representada pelo Estado, a categoria dinheiro discutida por Marx pode ser analisada a partir da tensão entre as lógicas apresentadas na medida em que se realiza enquanto dinheiro mundial e, nesse sentido, pode ser instrumentalizada para o entendimento da essência e das formas do sistema monetário internacional. Tem-se, como resultado desse processo analítico, uma proposta de reinterpretação do sistema monetário internacional, que procura não apenas demonstrar a interação orgânica entre Estado e capital, lógica universal do capital e lógica dos capitalismos nacionais, mas inclusive a relação entre desenvolvimento desigual e combinado e a ação do dinheiro enquanto equivalente geral universal.
Abstract The present dissertation aims to understand the social forces that condition the occurrence of capitalism as a global mode of production and therefore affect its particular manifestation represented by the international monetary system. The central question to be addressed is how the dynamics of the world capitalist economy and, as a consequence, of the international monetary system, can be understood by analyzing the organic interaction between National States and capital. We propose that two contradictions or general laws sharp the organic connection between States and capital and, because of that, play a fundamental role in explaining the dynamics of world capitalist economy and, as a consequence, of the international monetary system functioning. The first is the uneven and combined condition of social material development, which would only be completely verifiable when capitalism turns global - when the exchange is widespread, the material production is integrated and specialized, and the money assumes the role of the universal equivalent. The second, which appears as a result of the first, suggests that the essence and the dynamics of the world capitalist economy result from the tension between the universal logic of capital and the logic of national capitalisms. Both are associated, respectively, with the essence of the accumulation of capital and the limits imposed by particular political realities on it. Being a category, as Marx proposes it, money is related both to the circulation of commodities in capitalism and to the political macro-unity represented by the state. Therefore, we can associate it with the contradiction between the two presented logics; insofar it assumes the form of universal money. In this sense, money can be used to understand the essence and the forms of the international monetary system. As a result of this analytical process, we propose a reinterpretation of the international monetary system. It might be able not only to demonstrate the organic interaction between state and capital and between the universal logic of capital and the logic of national capitalisms, but also the connection of uneven and combined development and the action of money as universal equivalent.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/168611
Arquivos Descrição Formato
001044626.pdf (1.377Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.