Repositório Digital

A- A A+

Cooperative security strategy in the South Atlantic : United States internal determinants and region ressignification

.

Cooperative security strategy in the South Atlantic : United States internal determinants and region ressignification

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Cooperative security strategy in the South Atlantic : United States internal determinants and region ressignification
Autor Machado, Luís Rodrigo
Orientador Duarte, Érico Esteves
Data 2017
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Ciências Econômicas. Programa de Pós-Graduação em Estudos Estratégicos Internacionais.
Assunto Cooperação internacional
Estados Unidos
Estratégia
Relações internacionais
Segurança internacional
[en] Cooperative security
[en] Grand strategy
[en] Maritime security
[en] South Atlantic
[en] United States of America
Resumo Esta dissertação tem como objetivo central discutir a importância do Atlântico Sul para os Estados Unidos da América, a partir da análise das suas políticas de segurança cooperativa para a parcela sul do Oceano Atlântico considerando, principalmente, seus determinantes internos e a própria ressignificação da região entre os anos de 2003 e 2014. Ela se enquadra nas Resoluções nº 114/2014 e 115/2014 da Câmara de Pós-Graduação da UFRGS e, portanto, é dividida em três capítulos, correspondendo a três partes distintas. O Primeiro Capítulo é desenvolvido em três etapas: Primeiro, relaciona o contexto da dissertação na linha de pesquisa “Segurança Internacional” do PPGEEI/UFRGS. Segundo, aborda alguns elementos das políticas externa e de segurança dos EUA, a importância do mar para a condução dessas políticas e uma breve contextualização do Atlântico Sul. Terceiro, ressalta os principais pontos analíticos e considerações desenvolvidos no capítulo seguinte. O Segundo Capítulo traz o artigo publicado na Revista da Escola de Guerra Naval que conduz, primeiro, uma breve discussão de alguns conceitos teóricos importantes para entender a postura dos Estados Unidos na condução de sua política externa e de segurança, recorrendo ao debate da influência da política interna nas suas relações internacionais. Em seguida, discute brevemente a importância do "uso do mar" para a política externa dos EUA, contextualizando o Atlântico Sul como uma região estratégica, discutindo suas fronteiras geográficas, aspectos econômicos e organizações multilaterais. Finalmente, discute alguns dos programas norte-americanos de segurança cooperativa para o Atlântico Sul e a crescente importância da região, em linha com o novo posicionamento estratégico pós-11 de setembro. O Capitulo três faz uma breve análise dos resultados do artigo e também apresenta agendas de pesquisas possíveis de serem conduzias no PPGEEI. Foi verificada a importância do artigo para trazer a discussão da segurança cooperativa, pelo viés estadunidense, no âmbito da pesquisa no PPG e também para fomentar a visibilidade deste problema nos fóruns de discussão e leitores do periódico científico de sua publicação. Assim,foram cumpridos os objetivos de discutir a importância do Atlântico Sul para os Estados Unidos da América, a partir da discussão das políticas de segurança cooperativa, dos determinantes políticos internos e da mudança da relevância da região para a grande estratégia norte-americana. Inferindo então, a pertinência do Atlântico Sul, evidenciada pela busca de iniciativas de segurança colaborativa e combate às ameaças de baixa intensidade, visando conter novas ameaças e enfrentar atores não estatais.
Abstract The present dissertation aims to discuss the importance of the South Atlantic to the United States of America, from the analysis of its cooperative security policies for the southern part of the Atlantic Ocean, considering mainly its internal determinants and the re-signification of the region between the years of 2003 and 2014. It is in accordance with Resolutions 114/2014 and 115/2014 of the Universidade Federal do Rio Grande do Sul, and therefore comprises three chapters, corresponding to three distinct parts. Chapter One presents three steps: First, it relates the context of the dissertation in the research line "International Security" of the Post-Graduate Program in International Strategic Studies. Second, it addresses some elements of the U.S. foreign and security policy, the importance of the sea for the conduct of these policies and a brief contextualization of the South Atlantic. Third, it highlights the main analytical points and considerations that developed in the next chapter. Chapter Two brings the article published in the Revista da Escola de Guerra Naval which leads, firstly to, a brief discussion of some important theoretical concepts to understand the U.S. position in the conduct of its foreign and security policy, using the debate of the U.S. internal policy on their international relations. Then, briefly discusses the importance of "use of the sea" for U.S. foreign policy, contextualizing the South Atlantic as a strategic region, discussing its geographical boundaries, economic aspects, and multilateral organizations. Finally, discuss some North American cooperative security programs for the South Atlantic and the region's growing importance, in line with the new strategic post-9/11 position. Chapter Three brings a brief analysis of the paper's impacts and presents possibilities of investigation agendas to follow on PPGEEI. Therefore, it was possible to verify that the article was important to bring the discussion of cooperative security, by the American bias, in the African region to the scope of the research in the PGP and to promote the visibility of this problem in the discussion forums and readers of the scientific journal of its publication, fulfilling its objectives of discussing the importance of the South Atlantic to the United States of America, from the discussion of the cooperative security policies for the African West Coast, through the internal political determinants and the change of the region relevance to the global north American grand strategy. Inferring then, the relevance of the South Atlantic in this grand strategy, evidenced by the search for collaborative security initiatives and to combat low intensity threats such as piracy, aiming to contain new threats and face non-state actors.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/168662
Arquivos Descrição Formato
001044328.pdf (1.277Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.