Repositório Digital

A- A A+

Direito à saúde, acesso e integralidade : análise a partir de uma Unidade Saúde da Família

.

Direito à saúde, acesso e integralidade : análise a partir de uma Unidade Saúde da Família

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Direito à saúde, acesso e integralidade : análise a partir de uma Unidade Saúde da Família
Outro título Right to health, access, and integrality: analysis from a Family Health Unit
Autor Quevedo, André Luis Alves de
Rossoni, Eloá
Pilotto, Luciane Maria
Pedroso, Márcia Regina de Oliveira
Pacheco, Pauline Müller
Resumo O objetivo do estudo foi analisar a organização do sistema de referência à Atenção Secundária em Saúde de uma Unidade de Saúde da Família do Rio Grande do Sul, a partir dos conceitos de direito à saúde, acesso e integralidade. Trata-se de uma pesquisa com dados quantitativos e qualitativos, realizada de julho a outubro de 2012, que utilizou como método o estudo de caso. No estudo quantitativo, foi realizada uma análise dos registros, do período de 2002 a 2011 dos encaminhamentos à Atenção Secundária em Saúde. As frequências relativas e absolutas, e medidas de tendência central das variáveis estudadas foram calculadas e analisadas no pacote estatístico SPSS, versão 18.0. Os dados qualitativos foram produzidos por meio de entrevistas semiestruturadas com 08 usuários. As entrevistas foram transcritas e submetidas à análise temática. Os resultados demonstram que 38,3% dos usuários esperaram cerca de 30 dias pelo atendimento e, em até 6 meses, 84,9% desses tiveram seu encaminhamento atendido, variando entre as especialidades. Os usuários reconhecem seu direito à saúde, no entanto, apontam o tempo de espera como entrave da integralidade e do acesso; e identificam os fluxos de encaminhamentos na rede de saúde. Conclui-se que é necessário fortalecer a rede de atenção em saúde, com melhor controle das listas de espera, concretizando o direito à saúde, a integralidade e o acesso do usuário ao Sistema Único de Saúde.
Abstract The objective of the study was to analyze the organization of the system of reference to Secondary Health Care of a Family Health Unit in Rio Grande do Sul, based on the concepts of the right to health, access, and integrality. This is a survey of quantitative and qualitative data, conducted from July to October 2012, using a case study method. The quantitative study analyzed records of referral to Secondary Health Care covering the period from 2002 to 2011. We calculated absolute and relative frequencies, and measures of central tendency of the studied variables using SPSS PC version 18.0. The qualitative study used thematic analysis for the semi-structured interviews with 8 users. The results show that 38.3% of the users waited around 30 days for care, with 84.9% of those being treated within 6 months, varying among the specialties. Users acknowledge their right to health in Secondary Care, however they report the waiting time as a barrier to integrality and access. Patients are also able to identify how referrals are conducted in the health network. In conclusion, it is necessary to strengthen the health care network, with better control of waiting lists, assuring the right to health, integrality, and access to the Unified Health System by users.
Contido em Revista de APS : atenção primária à saúde. Juiz de Fora. Vol. 19, n. 1 (jan./mar. 2016), p. 47-57
Assunto Atenção secundária à saúde
Direito à saúde
Saúde da família
Sistema Único de Saúde
[en] Family Health
[en] Health Services Accessibility
[en] Integrality
[en] Right to Health
[en] Secondary Health Care
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/168757
Arquivos Descrição Formato
001006175.pdf (278.7Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.