Repositório Digital

A- A A+

Saúde bucal e indicadores socioeconômicos de comunidades quilombolas rural e urbana do Estado do Rio Grande do Sul, Brasil

.

Saúde bucal e indicadores socioeconômicos de comunidades quilombolas rural e urbana do Estado do Rio Grande do Sul, Brasil

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Saúde bucal e indicadores socioeconômicos de comunidades quilombolas rural e urbana do Estado do Rio Grande do Sul, Brasil
Outro título Oral health and socioeconomic indicators in rural and urban maroon communities in the State of Rio Grande do Sul, Brazil
Autor Figueiredo, Márcia Cançado
Benvegnú, Bruna Poletto
Silveira, Patrícia Perez Lopes da
Silva, Aline Maciel da
Silva, Katia Valenca Correia Leandro da
Resumo Introdução: Para proporcionar ações efetivas na busca pela saúde bucal, o acesso à saúde deve ser singularizado, conforme as necessidades da população alvo e, isso deve ser planejado a partir de levantamentos e estudos que evidenciem o perfil da comunidade e que sirvam de parâmetro para o planejamento de futuras ações. Objetivo: Descrever a condição de saúde bucal de duas comunidades quilombolas no estado do Rio Grande do Sul, uma rural e outra urbana, e correlacioná-la com o perfil socioeconômico e a quantidade de flúor encontrada na água de consumo. Método: Para tal foram realizadas avaliações odontológicas e o nível sócio econômico de 25% das famílias do quilombo, além de realizar a coleta da água de consumo para medição do nível de flúor da comunidade rural. Resultados: No quilombo Costa da Lagoa, 40% dos adultos jovens apresentavam lesões cariosas, e o edentulismo acometia 13,4% dos adultos. Quanto à escolaridade, 80% possuem o primeiro grau incompleto. No quilombo dos Alpes, 5% dos adultos jovens apresentavam lesões cariosas, e 18% dos adultos apresentavam edentulismo. 60% da população desta comunidade possuía o primeiro grau incompleto. A comunidade dos Alpes consumia água fluoretada e a comunidade Costa da Lagoa, não consumia. Conclusões: As duas comunidades apresentaram um baixo nível socioeconômico, viviam abaixo da linha da pobreza. A comunidade quilombola rural apresentou um percentual maior de dentes cariados e perdas dentárias, o que sugere ser uma população desassistida pelos benefícios advindos da água de abastecimento público fluoretada e, de assistência odontológica preventiva, educativa e restauradora. Foram encontrados altos índices de placa visível, sangramento gengival, cárie e perdas dentárias nas duas comunidades.
Abstract Introduction: To provide effective action in pursuit of oral health, access to health care should be singled out as the needs of the target population, and this should be planned from surveys and studies which show the profile of the community and serve as a benchmark for planning future actions. Objective: To describe the oral health status of two maroon communities in the state of Rio Grande do Sul, a rural and other urban, and correlate it with the socioeconomic profile and the amount of fluoride found in drinking water. Method: For this dental reviews and the socioeconomic level of 25% of households were made Quilombo, besides performing the collection of drinking water for measuring the fluoride level of the rural community. Results: In the Quilombo Costa da Lagoa, 40% of young adults had carious lesions, tooth loss and affects 13.4% of adults. Regarding education, 80% had incomplete first degree. Quilombo in the Alpes, 5% of young adults had carious lesions, and 18% of adults were edentulous. 60% of the population of this community has incompletefirst degree. The community used the Alpes for water consumption arising from DMAE; since the Costa da Lagoa community used water from the local pond not fluoridated. Conclusions: The two communities had a low socioeconomic status, living below the poverty line. The rural maroon community showed a higher percentage of decayed teeth and tooth loss, which suggests that this underserved population by benefits from the fluoridated public water supplies, and educational and preventive dental care. In both communities were found high levels of visible plaque, bleeding gums, decay and tooth loss.
Contido em Revista da Faculdade de Odontologia de Lins. Lins. Vol. 26, n. 2 (jul./dez. 2016), p. 1-13
Assunto Comunidade quilombola
Odontologia
Rio Grande do Sul
Saúde bucal
[en] Fluoride
[en] Odontology
[en] Quilombo
[en] Water
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/168780
Arquivos Descrição Formato
001002573.pdf (2.134Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.