Repositório Digital

A- A A+

Avaliação de um serviço hospitalar de emergência em oftalmologia na perspectiva da responsividade

.

Avaliação de um serviço hospitalar de emergência em oftalmologia na perspectiva da responsividade

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Avaliação de um serviço hospitalar de emergência em oftalmologia na perspectiva da responsividade
Autor Oliveira, Marcia Regina de
Orientador Lima, Maria Alice Dias da Silva
Data 2017
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Enfermagem. Programa de Pós-Graduação em Enfermagem.
Assunto Avaliação em saúde
Oftalmologia
Satisfação do usuário
Serviço hospitalar de emergência
[en] Consumer Behavior
[en] Health Evaluation
[en] Hospital Emergency Service
[en] Responsiveness
Resumo O presente estudo teve por objetivo analisar a percepção dos usuários sobre um serviço hospitalar de emergência em oftalmologia, na perspectiva da responsividade. Trata-se de uma pesquisa qualitativa com delineamento descritivo-exploratório. Os dados foram coletados por meio de entrevista semiestruturada, com 27 usuários do Serviço de Emergência SUS do Hospital Banco de Olhos (HBO) de Porto Alegre, no período de julho a agosto de 2016. Para a realização das entrevistas foi utilizado um roteiro com questões sobre o atendimento, com base nos domínios da responsividade. A análise dos dados foi realizada segundo a técnica de análise de conteúdo temática, com identificação das seguintes categorias: dignidade, autonomia, comunicação, confidencialidade, dimensões da qualidade de amenidades básicas (infraestrutura), escolha, suporte social (acesso a redes de apoio social) e atenção imediata (agilidade no atendimento). No domínio interpessoal, a dignidade foi entendida como ser respeitado em sua individualidade, bem orientado e encaminhado em sua necessidade; a autonomia foi ressaltada como participação e compreensão do diagnóstico e das indicações terapêuticas para saber lidar com o seu problema; a comunicação foi descrita como empatia, linguagem acessível e possibilidade de fazer perguntas de esclarecimento; a confidencialidade foi compreendida como privacidade, segurança e confiança em relação às informações pessoais durante o atendimento. 9Continua) No domínio estrutural, na infraestrutura, foi destacada a situação de limpeza dos ambientes e a qualidade da sala de espera; na escolha foi identificada a opção por um serviço especializado em oftalmologia; no suporte social foi indicada a possibilidade de um acompanhante na consulta e o acolhimento de diversidade de situações do usuário; na agilidade foi evidenciado o longo tempo de espera e a acessibilidade, qualidade e resolutividade do atendimento especializado, tendo presente que é um serviço SUS. Esse fato de ser um atendimento público qualificado foi várias vezes mencionado positivamente pelos entrevistados. Quanto à agilidade, o serviço de emergência caracteriza-se como porta de entrada para patologias da visão, causando, em certos momentos, excessiva demanda e consequentemente longo tempo de espera constatada pelos participantes da pesquisa. O que os entrevistados mais apreciam é o profissionalismo do atendimento, por ser um serviço especializado que vai direto ao problema, por ter um acolhimento com classificação de risco bem organizado, por orientar os cuidados terapêuticos que o usuário precisa ter e, se necessário, encaminhar para um outro serviço de atendimento. Essa caracterização de profissionalismo determina em grande parte a percepção dos usuários. Diante desses resultados conclui-se que a acessibilidade e a qualidade do serviço especializado do HBO foram os dois aspectos mais destacados no atendimento. Esses aspectos identificam-se com duas dimensões centrais da responsividade, a agilidade e a dignidade, que foram percebidas pelos entrevistados e corresponderam às suas expectativas.
Abstract The present study aimed to analyze the perceptions of users about a hospital emergency service in ophthalmology from the perspective of responsiveness. It is a qualitative research with descriptive-exploratory design. The data were collected through semi-structured interviews with 27 users of emergency service at the Eye Hospital (HBO) in Porto Alegre-RS between July and August 2016. A script with questions about the service based on responsiveness dimensions was used to carry out the interviews. Data analysis was performed according to the technique of thematic content analysis, with identification of the following thematic categories: dignity, autonomy, communication, confidentiality, dimensions of basic amenities’ quality (infrastructure), choice, social support (access to social support networks), and immediate attention (agility in service). In the interpersonal domain, ‘dignity’ was understood as being respected in one’s own individuality, well guided and followed in one’s own needs; ‘autonomy’ was highlighted as participation and understanding of the diagnosis and therapeutic indications to know how to deal with one’s own problem; ‘communication’ was described as empathy, accessible language and the possibility of clarifying questions; ‘confidentiality’ was underst bood as privacy, security and trust in relation to personal information provided during the service. In the structural domain, in relation to ‘infrastructure’, it was highlighted the cleanliness of the rooms and the quality of the waiting room; in ‘choice’ the option for a specialized service in ophthalmology was mentioned; in ‘social support’ the possibility of a company in the doctor’s appointment and the welcoming of diversity of situations was pointed out; in ‘agility’, long waiting time and accessibility were evidenced as well as quality and specialized care efficaciousness, bearing in mind that it is a Unified Health Care System service. The fact of being a qualified public service was several times positively emphasized by the respondents. As for ‘agility’, the emergency service is characterized as a gateway to eye pathologies, causing, at certain moments, excessive demand and consequently long waiting time faced by the participants of the survey. What respondents most appreciated was the professionalism of the service, since it is a specialized service that goes straight to the problem, by having a well-organised risk rating system, by guiding the therapeutic care the user needs and, if necessary, forwarding him/her to another service. This characterization of professionalism largely determines users’ perception. Based on these results, it is concluded that the accessibility and the quality of the HBO specialized service were the two most prominent aspects in service offered. These aspects are identified with two core dimensions of responsiveness, agility and dignity, which were perceived by the interviewed ones and matched to their expectations.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/168834
Arquivos Descrição Formato
001047638.pdf (1.396Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.