Repositório Digital

A- A A+

Avaliação de indicadores e identificação de estratégias de sucesso de segurança dos alimentos adotadas após à fusão de duas grandes empresas de serviço de alimentação

.

Avaliação de indicadores e identificação de estratégias de sucesso de segurança dos alimentos adotadas após à fusão de duas grandes empresas de serviço de alimentação

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Avaliação de indicadores e identificação de estratégias de sucesso de segurança dos alimentos adotadas após à fusão de duas grandes empresas de serviço de alimentação
Autor Magalhães, Cris Rocha Pinto
Orientador Tondo, Eduardo Cesar
Data 2017
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Ciências e Tecnologia de Alimentos. Programa de Pós-Graduação em Ciência e Tecnologia de Alimentos.
Assunto Doenças transmitidas por alimentos
Segurança dos alimentos
Serviço de alimentação
[en] Foodborne Diseases
[en] Food Safety
[en] Food Service
[en] Indicator
[en] Internal Audit
[en] SWOT Analysis
[en] Training
Resumo Na atualidade é cada vez mais comum o consumo de refeições fora de casa. No Brasil, além da opção dos restaurantes comerciais, em escolas, universidades e mesmo em hospitais, é muito comum a presença de serviços de alimentação dentro das empresas onde os funcionários realizam as refeições, durante o seu turno de trabalho. Em paralelo, a incidência de surtos de Doenças Transmitidas por Alimentos (DTA) ainda é uma realidade no Brasil e no mundo. Esses fatos têm intensificado a necessidade de implementação dos sistemas de gestão da segurança dos alimentos (SGSA) e seus controles no ramo de serviços de alimentação. Em meio a esse contexto, o presente estudo avaliou as estratégias de gestão da segurança dos alimentos adotadas após a fusão de duas grandes empresas do ramo de restaurantes industriais no Brasil, cada uma com mais de 30 anos desde a fundação, cuja união deu origem a uma empresa de aproximadamente 39 mil colaboradores e uma receita combinada de R$ 2 bilhões, servindo em média 1,8 milhões de refeições diariamente. Para isso, nesse estudo foram analisados crítica e estatisticamente os indicadores de gestão de segurança dos alimentos (taxa de ocorrências alimentares, auditorias internas e capacitações) dos 1 440 restaurantes distribuídos no Brasil, considerando um total de 4 488 dados ao longo de seis anos (2010 a 2015), contemplando o período anterior e posterior à fusão, e implantação do novo sistema de gestão. A análise qualitativa das práticas de gestão de segurança dos alimentos adotadas foi realizada através da Análise SWOT (strengths, weaknesses, opportunities, threats), que possibilitou identificar a base da escolha da nova estratégia de gestão de segurança dos alimentos adotada após a fusão. A análise estatística dos indicadores possibilitou identificar as oportunidades de melhoria, assim como as estratégias de sucesso na implantação do SGSA. Os resultados demonstraram uma correlação linear entre a conformidade dos itens críticos (IC) e técnica operacional (TO) da auditoria interna, com o menor número de ocorrências alimentares em unidades que apresentaram 100% de conformidade em IC. Ainda, restaurantes com um histórico de auditorias internas apresentaram melhores resultados, principalmente quando foram avaliados a cada quatro meses. Também foi observado que as unidades com líderes treinados apresentaram melhores resultados em auditoria interna para IC proporcionalmente à sua maior frequência de participação. Além disso, essas unidades também reportaram mais suspeitas de ocorrências alimentares do que as unidades cujos líderes não haviam recebido treinamento. Da mesma forma, as unidades com equipes operacionais treinadas no mínimo anualmente apresentaram melhores resultados de auditoria interna do que as não treinadas, sendo identificado que a frequência quadrimestral de treinamentos resultou nos melhores resultados de TO e IC. Esses resultados foram avaliados e discutidos, utilizando outros trabalhos de referência bibliográfica no tema, permitindo assim, a elaboração de uma proposta de modelo de SGSA para Serviços de Alimentação.
Abstract Currently, eating out is becoming increasingly usual. In Brazil, in addition to the option of commercial restaurants, schools, universities and even hospitals, it is very common the presence of food services within companies where employees eat meals during their work shift. On the other hand, the incidence of outbreaks of Foodborne Diseases (FD) is still a reality in Brazil and in the world. These facts have intensified the need to implement food safety management systems (FSMS) and their controls in the food services sector. Considering this context, the present study evaluated the food safety management strategies adopted after the merger of two large industrial restaurant companies in Brazil, each with more than 30 years since their foundation, whose union gave rise to a company of approximately 39 thousand employees and a combined revenue of R$ 2 billion, serving on average 1.8 million meals daily. Therefore, in this study, the indicators of food safety management (food event rate, internal audits and training) of the 1 440 restaurants distributed in Brazil were analyzed critically and statistically, considering a total data of 4 488 over six years (2010 to 2015), before and after the merger, and implementation of a new management system. The qualitative analysis of food safety management practices was carried out through the SWOT (strengths, weaknesses, opportunities, threats) analysis, which enabled to identify the basis for choosing the new food safety management strategy adopted after the merger. Statistical analysis of the indicators allowed the identification of opportunities for improvement, as well as successful strategies in the implementation of the FSMS. The results showed a linear correlation between the compliance of critical items (CI) and operational technique (OT) of the internal audit, with the lowest number of food occurrences in units that presented 100% compliance with CI. Moreover, restaurants with a history of internal audits performed better, especially when they were evaluated every four months. It was also observed that the units with trained leaders presented better results in internal audit for CI in proportion to their higher frequency of participation. In addition, these units also reported more suspicion of food occurrences than units whose leaders had not received training. Likewise, the units with operational teams trained at least annually presented better internal audit results than the non-trained ones, and the quarterly frequency of training resulted in the best results of OT and CI. These results were evaluated and discussed, through other academic articles in the theme, allowing the elaboration of a proposal of the FSMS model for Food Services.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/168880
Arquivos Descrição Formato
001047646.pdf (1.521Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.