Repositório Digital

A- A A+

Brincar de viver : do brincar à escrita, um percurso

.

Brincar de viver : do brincar à escrita, um percurso

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Brincar de viver : do brincar à escrita, um percurso
Autor Fraga, Brisa Maria
Orientador Ferrari, Andrea Gabriela
Data 2017
Nível Especialização
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Psicologia. Curso de Especialização em Intervenção Psicanalítica na Clínica da Infância e Adolescência.
Assunto Comportamento de brincar
Escrita
Psicanálise
[en] Playing
[en] Psychoanalysis
[en] Writing
Resumo Apoiando-se no correlato estabelecido por Freud entre o brincar e a escrita, a partir do qual ele busca compreender de que fonte o escritor criativo retira inspiração para suas obras, esse estudo teve por objetivo a realizar um percurso pelo brincar e a escrita, traçando um paralelo entre as duas atividades tal qual se apresentam enquanto ato que se presentifica: brincar, escrever, no infinitivo, indicando seu caráter de produção, buscando abordá-las a partir de uma linguagem que lhes é comum, a qual se ancora num espaço tempo subjetivo, e que só é possível reconhecer subvertendo o apego às regras da língua escrita. A infância se produz no brincar, desdobrando-se nos vários tempos da constituição subjetiva, do controle das pulsões e produção do corpo e da fantasia, até o brincar com objetos externos, e a transformação desses em palavras, chegando ao recalque do brincar. O escritor criativo dá continuidade a esse brincar iniciado na infância, que retorna a ele como um enigma a ser decifrado, e que ele transforma em escrita, produzindo novos enigmas, num relançar sem fim dessa questão. A bibliografia utilizada foi a literatura psicanalítica que contempla os postulados de Freud, Lacan e Winnicott, articulados à própria escrita criativa, fonte valiosa de informação acerca do tema abordado, a partir de recortes de textos literários e literatura poética, assim como fragmentos de documentários, filmes, vídeos, cantigas e músicas, produzidos no cenário da cultura nacional.
Abstract Freud established correlate among play and writing, and he tried to understand where the creative writer get inspiration for his compositions. This study intend to make a course by playing and writing, correlating this two activities in its real way, playing and writing in the infinitive form, indicating its production character trying to approach since a common language, based in a subjective space and time, that it’s just possible to recognize subverting the writing language rules. The childhood is done when playing, unfolding in the several times of the subjective constitution, since the driving control and body production and fantasy, until playing with external stuff and this transformed in words, achieving the play repression. The creative writer provides continuity to this playing started in the childhood that returns to him like an enigma to be deciphered, that he process in write language, producing new enigmas, continuously. The psychoanalythic bibliography was the postulates from Freud, Lacan and Winnicott, articulated to their own creative writing, valuated font of information about the approached topic as from parts of literary texts and poetic literature as far as parts of documentaries, movies, videos, songs and musics produced by national cultural production.
Tipo Trabalho de conclusão de especialização
URI http://hdl.handle.net/10183/169035
Arquivos Descrição Formato
001046603.pdf (273.9Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.