Repositório Digital

A- A A+

Letramento em uma escola de educação bilíngüe na fronteira Uruguai/Brasil

.

Letramento em uma escola de educação bilíngüe na fronteira Uruguai/Brasil

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Letramento em uma escola de educação bilíngüe na fronteira Uruguai/Brasil
Autor Bortolini, Leticia Soares
Orientador Schlatter, Margarete
Data 2009
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Letras. Programa de Pós-Graduação em Letras.
Assunto Aquisição da linguagem
Bilingüismo
Escrita
Etnografia
Letramento
Linguagem e línguas
Lingüística aplicada
Rivera (Uruguai)
Resumo Esta pesquisa tem como objetivo descrever as práticas de letramento realizadas pelos participantes de duas terceiras séries de uma escola de educação bilíngüe por imersão dual espanhol/português, localizada na cidade de Rivera (Uruguai) e levantar as atividades letradas em português e em espanhol realizadas por alunos e seus familiares fora do contexto escolar. A fundamentação teórica que subjaz à análise apresentada está baseada nos Novos Estudos sobre Letramentos (New Literacies Studies) (Heath, 1982; Street, 1984; Barton, 1994; Gee, 2004), os quais entendem letramento como um conjunto de práticas organizadas social e culturalmente (Cole & Scribner, 1981) que envolvem na sua constituição a tecnologia da escrita - ao que Street (1984) se refere como práticas de letramento. Como unidade de análise do letramento em sala de aula, uso o conceito de evento de letramento (Heath, 1982, 1983): atividade social em que a escrita é parte essencial na constituição da interação entre os participantes. A pesquisa foi realizada por meio de trabalho de campo de 27 dias que envolveu a geração de dados etnográficos na escola e na comunidade através de observação participante, gravação de entrevistas em áudio e registro fotográfico. Através da análise dos dados, pude constatar que os alunos da escola estudada são membros de um grupo social que está em contato com diferentes textos escritos e realiza diferentes atividades letradas em português e em espanhol cotidianamente. Os dados evidenciam que, dentro da sala de aula, os professores propõem variadas atividades de letramento sob uma perspectiva de monolingüismos paralelos, não havendo, em geral, a proposta de atividades de biletramento. Os materiais trazidos pelos alunos para a sala de aula e as atividades em grupos sem o controle do professor demonstraram ser, no entanto, gatilhos para a ocorrência de eventos de letramento bilíngüe. Este trabalho contribui para a descrição das práticas de letramento de uma escola de educação bilíngüe e propõe uma reflexão sobre como o (bi)letramento pode promover a inclusão de minorias sociais e lingüísticas, apontando para a importância de a escola conhecer as práticas sociais da comunidade para poder usá-las como possíveis recursos socioculturais em uma prática pedagógica inclusiva.
Resumen El objetivo de esta investigación es describir las prácticas de letramento realizadas por los participantes de dos terceros años de una escuela de educación bilingüe por inmersión dual español/portugués, ubicada en Rivera (Uruguay) y hacer un levantamiento de las actividades letradas en portugués y en español realizadas por alumnos y su familia fuera del contexto escolar. El fundamento teórico que subyace el análisis presentado está basado en los Nuevos Estudios sobre Letramentos (New Literacies Studies) (Heath, 1982; Street, 1984; Barton, 1994; Gee, 2004), quienes entieden letramento como un conjunto de prácticas organizadas social y culturalmente (Cole & Scribner, 1981) en las cuales la tecnología de la escritura forma parte de su constitución - a la cual Street (1983) se refiere como práctica de letramento. Como unidad de análisis del letramento en el aula uso el concepto de evento de letramento (Heath, 1982, 1983): actividad social en que la escritura forma parte esencial en la constitución de la interacción entre los participantes. La investigación se realizó por medio de trabajo de campo de 27 días que involucró generación de datos etnográficos en la escuela y en la comunidad a través de observación participante, grabación de entrevistas en audio y registro fotográfico. A través del análisis de los datos, se pudo constatar que los alumnos de la escuela estudiada son miembros de un grupo social que está en contacto con diferentes textos escritos y realiza diferentes actividades letradas en portugués y en español cotidianamente. Los datos evidencian que, dentro del aula, los maestros proponen variadas actividades de letramento bajo una perspectiva de monolingüismos paralelos, y, por ende, no hay, en general, propuestas de actividades de biletramento. Los materiales traídos por los alumnos para el salón de clase y las actividades pedagógicas en grupos sin el control del maestro demostraron ser, sin embargo, gatillos para la ocurrencia de eventos de letramento bilingüe. Este trabajo contribuye para la descripción de las prácticas de letramento de una escuela de educación bilingüe y hace una reflexión sobre cómo el (bi)letramento puede promocionar la inclusión de minorías sociales y lingüísticas, enfatizando la importancia de que la escuela conozca las prácticas sociales de la comunidad para que pueda usarlas como posibles recursos socioculturales en una práctica pedagógica inclusiva.
Abstract This study aims to describe the literacy practices of third graders in two different classes of a dual immersion bilingual school (Spanish/Portuguese) in the city of Rivera (Uruguay) and to investigate the literacy activities, in both Portuguese and Spanish, carried out by the students and their relatives outside the school setting. The theoretical framework used in the analysis is based on the New Literacies Studies (Heath 1982; Street 1984; Barton 1994; and Gee 2004). According to this perspective, literacy, or literacy practices (Street, 1984), is defined as collective practices which are socially and culturally organized (Cole & Scribner, 1981), and which have the writing technology as their foundation. The concept of literacy event is used as the basis for analyzing literacy in the classroom setting. According to Heath (1982, 1983), a literacy event consists of a social activity to which written language is central to the interaction between participants. The research presented in this paper is based on 27 days of field work. The field work involved generating ethnographic data in the school and in the community through participant observation, recorded interviews (audio) and photographs. The analysis of the data shows that the students from the bilingual school belong to a social group that deals with a variety of written texts and that they carry out different literacy activities in both Portuguese and Spanish in their everyday lives. In school, literacy activities proposed in the classroom by the teachers consist of parallel monolinguistic practices; biliteracy activities, rarely occur. On the other hand, there is evidence that situations of bilingualism and bilingual literacy do take place in the classroom setting, and that they occur when students bring texts in both languages to the class and when there is group work (not controlled by the teacher). The results of this research contribute to the description and understanding of literacy practices that take place in this bilingual school and to the discussion about the adoption of (bi)literacy practices to promote the inclusion of social and linguistic minorities. Furthermore, it points out that the school should become aware of the social practices of the community it belongs to so that these practices can become sociocultural resources in an inclusive pedagogical practice.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/16908
Arquivos Descrição Formato
000707867.pdf (1.955Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.