Repositório Digital

A- A A+

O narrador iludido : uma leitura das Memórias Póstumas de Brás Cubas

.

O narrador iludido : uma leitura das Memórias Póstumas de Brás Cubas

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título O narrador iludido : uma leitura das Memórias Póstumas de Brás Cubas
Autor Bergamini Junior, Atilio
Orientador Sanseverino, Antônio Marcos Vieira
Data 2009
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Letras. Programa de Pós-Graduação em Letras.
Assunto Alienação
Alteridade
Assis, Machado de, 1839-1908
Critica e interpretacao
Escravidão
Escravismo
História do Brasil
Literatura brasileira
Literatura e História
Memórias Póstumas de Brás Cubas (Livro)
Narrativa
Organização social
Preconceito
Schwarz, Roberto, 1938-
[en] Literary form
[en] Slavery
Resumo Este trabalho procura desenvolver a tese de Roberto Schwarz em Ao vencedor as batatas (1977) e Um mestre na periferia do capitalismo (1990) e tem o intuito de ser uma interpretação do romance Memórias póstumas de Brás Cubas, escrito por Machado de Assis e publicado em livro em 1881. Para Schwarz, a elite brasileira do século XIX era volúvel em seu tratamento com a política, com as idéias e com a alteridade - escravos e dependentes. Tal volubilidade teria sido imitada no romance, por meio de uma narrativa volúvel, não apenas no conteúdo, mas sobretudo na forma. A dissertação se ocupa de buscar uma gênese para as idéias de Schwarz e entender alguns de seus pressupostos, para então ler o romance a partir de uma conscientização desses pressupostos. Ficou evidenciada a necessidade de uma plataforma de leitura que incorpore o reconhecimento da alteridade social em relação à lógica apresentada no romance, que é, segundo Schwarz postula, o modo de ser da elite. Postula-se que o narrador das Memórias é um narrador iludido a respeito do próprio poder e que o romance ficcionaliza a decadência das relações de produção escravistas e não a hegemonia do escravismo, como a fortuna crítica tem consagrado. Uma vez estabelecida a ficcionalização da derrocada da classe hegemônica no escravismo, a dissertação reconsidera a identidade entre a volubilidade do narrador e a volubilidade da elite da época, evidenciando que o romance pode ser lido com uma lógica diversa da volúvel, embora, em termos formais, a volubilidade continue sendo excelente explicação do movimento narrativo. Com isso, reconhece-se que o romance trabalha a estrutura de classes de sua época, mas salienta-se que o faz para expor e ridicularizar um poder que ilude a si mesmo a respeito de suas possibilidades de ação e influência. Neste sentido, ao criticar o aparente silenciamento absoluto da alteridade, de que resulta o poder imaginário do narrador, constrói-se uma função mediadora para ler o romance por uma visada que possa ajudar na compreensão atual de aspectos da organização social e alguns de seus preconceitos.
Abstract This thesis aims at discussing Roberto Schwarz's ideas presented in Ao vencedor as batatas (1977) and Um mestre na periferia do capitalismo (1990). It also intends to be an interpretation of the novel Memórias póstumas de Brás Cubas, written by Machado de Assis and published in 1881. Schwarz claims that the Brazilian upper-classes of the XIX century had a fickle character that was reflected in the way they dealt with politics, ideas and alterity. According to Schwarz, this fickleness was mapped onto the novel content and form, represented by the way the first person narrator behaves. The thesis is concerned in finding the presuppositions of Roberto Schwarz's ideas, in order to evaluate the novel with an awareness of these presuppositions. It turned out to be necessary to apply a different theoretical background that could provide a recognition of the social alterity. Then, the objective is to provide an account to make it possible to map the boundaries of the narrator's point of view. We claim that the novel's narrator is deceived about his own power and that the novel fictionalizes the decay of the slavish relation of production, instead of the slavery system hegemony, as most of the scholars say. Then, this study reformulates the parallel between the narrator's fickleness and the upper-classes' fickleness, lightening that the novel could be interpreted in a different way, even that in formal aspects the fickleness is able to explain the novel accurately. Concluding, the novel fictionalizes the hierarchy of classes that was present in the XIX century, but at the same time it mocks a decadent power that deceives itself in relation to its action and influence possibilities. In this sense, the apparent silencing of the alterity, from which the narrator's imaginary power arises, has a mediator function essential to a critical understanding of the novel in a democratic and multidimensional fashion, which can help to comprehend the current social organization and prejudices.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/16917
Arquivos Descrição Formato
000708097.pdf (1.006Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.