Repositório Digital

A- A A+

Dengue, Zika e Chikungunya : análise da cobertura do risco de doenças associadas às mudanças climáticas sob a ótica do jornalismo ambiental

.

Dengue, Zika e Chikungunya : análise da cobertura do risco de doenças associadas às mudanças climáticas sob a ótica do jornalismo ambiental

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Dengue, Zika e Chikungunya : análise da cobertura do risco de doenças associadas às mudanças climáticas sob a ótica do jornalismo ambiental
Outro título Dengue, Zika and Chikungunya : an analysis of the risk coverage of diseases associated with climate change from the perspective of environmental journalism
Outro título Dengue, Zika y Chikungunya : un análisis de la cobertura del riesgo de enfermedades asociadas al cambio climático desde la perspectiva del periodismo ambiental
Autor Moraes, Cláudia Herte de
Loose, Eloisa Beling
Girardi, Ilza Maria Tourinho
Resumo Entendemos que o Jornalismo Ambiental pode ser visto como parte da comunicação de riscos associada ao meio ambiente, pois muitos conflitos derivados da relação homem-natureza se transformam em percepção de perigos ou ameaças à vida. A fim de refletir sobre seu papel no contexto dos riscos, analisamos a cobertura do jornal Folha de São Paulo a respeito de três doenças (Dengue, Zika e Chikungunya), que podem ser relacionadas à intensificação das mudanças climáticas. Com a orientação teórico-metodológica da análise do discurso, concluímos que a abordagem está baseada nas fontes científicas, estrangeiras e com formações discursivas que apontam as perspectivas do otimismo tecnológico, da incerteza científica e da precaução.
Abstract We understand that the Environmental Journalism can be seen as part of the Risk Communication associated with the environment, since many conflicts derived from man-nature relationship become perceived danger or threat to life. In order to reflect on their role in the context of the risks, we analyze the coverage of Folha de S. Paulo about three diseases (dengue, chikungunya and zika), which can be related to the intensification of climate change. With the theoretical and methodological orientation of Discourse Analysis, we conclude that the approach is based on scientific sources, foreign and Discursive formations that link the prospects of technological optimism, scientific uncertainty and caution.
Resumen Entendemos que el periodismo ambiental puede ser visto como parte de la comunicación del riesgo asociada con el ambiente, debido a que muchos conflictos derivados de la relación hombre-naturaleza son percibidos como peligrosos o una amenaza para la vida. Con el fin de reflexionar sobre su rol en los contextos de crisis, analizamos la cobertura del Folha de S. Paulo sobre tres enfermedades (dengue, chikungunya y zika), que pueden relacionarse con la intensificación del cambio climático. Con la orientación teórica y metodológica del análisis del discurso, concluimos que el abordaje está basado en fuentes científicas, extranjeras y con informaciones discursivas que apuntan al optimismo tecnológico, la incertidumbre científica y la precaución.
Contido em Disertaciones : Anuario Electrónico de Estudios en Comunicación Socia . Rosário, Colômbia. Rosário : Universidad del Rosario. Vol. 10, n. 2 (2017), p. 120-132
Assunto Jornalismo ambiental
Mudanças climáticas
[en] Aedes aegypti
[en] Climate changes
[en] Discourse analysis
[en] Environmental journalism
[en] Risks
Origem Estrangeiro
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/169200
Arquivos Descrição Formato
001048280.pdf (96.50Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.